Mais | More

Lorica - Lusitania | Loriga - Portugal

 * História de Loriga Portugal, extratos da obra de António Conde no artigo que ele criou na Wikipédia. O eficiente, apesar de discreto, trabalho de pesquisa e divulgação que o historiador e nosso grande conterrâneo António Conde tem feito há décadas, tem dado os seus frutos, e grande parte da informação sobre Loriga divulgada por aí deve-se á iniciativa deste grande Loriguense. Este grande Loriguense pesquisa a história de Loriga há cerca de 30 anos, á custa de muito sacrifício e muitas despesas pessoais, criando uma riquissima obra, da qual se podem ler extratos em muitos sites, incluíndo nos artigos sobre Loriga em inglês e em português que ele criou na Wikipédia. António Conde age, faz, critica o que está mal apresentando sempre soluções, ama apaixonadamente a sua terra e é alérgico á hipocrisia e ás feiras de vaidadeHistória de Loriga, extratos da obra de António Conde no artigo que ele criou na Wikipédia. O eficiente, apesar de discreto, trabalho de pesquisa e divulgação que o historiador e nosso grande conterrâneo António Conde tem feito há décadas, tem dado os seus frutos, e grande parte da informação sobre Loriga divulgada por aí deve-se á iniciativa deste grande Loriguense. Este grande Loriguense pesquisa a história de Loriga há cerca de 30 anos, á custa de muito sacrifício e muitas despesas pessoais, criando uma riquissima obra, da qual se podem ler extratos em muitos sites, incluíndo nos artigos sobre Loriga em inglês e em português que ele criou na Wikipédia. António Conde age, faz, critica o que está mal apresentando sempre soluções, ama apaixonadamente a sua terra e é alérgico á hipocrisia e ás feiras de vaidades. - Wikipédia, a enciclopédia livre, artigo criado por António Conde. História de Loriga, extratos da obra do historiador António Conde na Wikipédia 🇵🇹. Os vândalos, os tais que deliberadamente e insistentemente colocam erros e mentiras, foram desafiados a provarem a origem dos dados históricos que estão no artigo na Wikipédia criado por António Conde, e podemos todos esperar sentados porque só quem fez a pesquisa é que pode dizer onde obteve os dados. É hilariante que os vândalos e quem eles apoiam e promovem, coloquem em causa os dados históricos ao mesmo tempo que afirmam não terem sido pesquisados por António Conde. Decidam-se de vez; Se os dados são credíveis e a pesquisa não é dele quem a fez revele as fontes dos dados históricos, ou então se não são credíveis apaguem-nos. Não sejam invejosos e mesquinhos, não façam figuras tristes, e deixem de prejudicar a imagem de Loriga e dos loriguenses!! História de Loriga, extratos da obra do historiador António Conde na Wikipédia. Os vândalos, os tais que deliberadamente e insistentemente colocam erros e mentiras, foram desafiados a provarem a origem dos dados históricos que estão no artigo na Wikipédia criado por António Conde, e podemos todos esperar sentados porque só quem fez a pesquisa é que pode dizer onde obteve os dados. É hilariante que os vândalos e quem eles apoiam e promovem, coloquem em causa os dados históricos ao mesmo tempo que afirmam não terem sido pesquisados por António Conde. Decidam-se de vez; Se os dados são credíveis e a pesquisa não é dele quem a fez revele as fontes dos dados históricos, ou então se não são credíveis apaguem-nos. Não sejam invejosos e mesquinhos, não façam figuras tristes, e deixem de prejudicar a imagem de Loriga e dos loriguenses!! Extratos da obra do historiador António Conde, "História concisa da vila de Loriga - Das origens á extinção do município", no artigo sobre Loriga que ele criou na Wikipedia. Este artigo foi vandalizado com os principais objetivos de introduzirem um "brasão" ilegal e não representativo de Loriga, e apagarem das fontes o autor deste artigo por ele se opor por essa ilegalidade afetar a imagem desta vila e da própria Wikipédia. Entretanto a ilegal aberração heráldica foi finalmente retirada do artigo em 2017, faltando repor nas fontes os links que apontam para o autor do mesmo e corrigir os restantes erros introduzidos. Esta edição já foi revertida para esconder a verdade, o que aliás tem acontecido há mais de dez anos. Lógica dos BURROS: Fundaram a povoação no Chão do Soito, e não junto das ribeiras e terras melhores para a pastorícia e agricultura. Sandomil e Valezim, por exemplo, receberam foral no século XIII, quando em Loriga só havia calhaus, e só em 1514 havia ali gente suficiente para justificar a atribuição do único foral, festejado como tal em 2014. Em qualquer localidade o(a) santo(a) padroeiro(a) é sempre o orago da paróquia e da igreja matriz, mas Loriga é diferente e nesta vila existe o péssimo hábito de trocar e desprezar devoções e padroeiros. A história e a filologia explicam a origem e o significado do nome desta vila mas mais uma vez Loriga é diferente e os BURROS têm vergonha do nome da sua terra, dizem que nada existe sobre as origens e significado do nome, e dizer que Loriga é nome de couraça é uma vergonha que não deve ser recordada no brasão. Tal como têm vergonha do nome da sua terra os BURROS também têm vergonha da muito antiga tradição que aponta Loriga como berço de Viriato. ETC!!!!!

* História de Loriga Portugal, extratos da obra de António Conde no artigo que ele criou na Wikipédia. O eficiente, apesar de discreto, trabalho de pesquisa e divulgação que o historiador e nosso grande conterrâneo António Conde tem feito há décadas, tem dado os seus frutos, e grande parte da informação sobre Loriga divulgada por aí deve-se á iniciativa deste grande Loriguense. Este grande Loriguense pesquisa a história de Loriga há cerca de 30 anos, á custa de muito sacrifício e muitas despesas pessoais, criando uma riquissima obra, da qual se podem ler extratos em muitos sites, incluíndo nos artigos sobre Loriga em inglês e em português que ele criou na Wikipédia. António Conde age, faz, critica o que está mal apresentando sempre soluções, ama apaixonadamente a sua terra e é alérgico á hipocrisia e ás feiras de vaidadeHistória de Loriga, extratos da obra de António Conde no artigo que ele criou na Wikipédia. O eficiente, apesar de discreto, trabalho de pesquisa e divulgação que o historiador e nosso grande conterrâneo António Conde tem feito há décadas, tem dado os seus frutos, e grande parte da informação sobre Loriga divulgada por aí deve-se á iniciativa deste grande Loriguense. Este grande Loriguense pesquisa a história de Loriga há cerca de 30 anos, á custa de muito sacrifício e muitas despesas pessoais, criando uma riquissima obra, da qual se podem ler extratos em muitos sites, incluíndo nos artigos sobre Loriga em inglês e em português que ele criou na Wikipédia. António Conde age, faz, critica o que está mal apresentando sempre soluções, ama apaixonadamente a sua terra e é alérgico á hipocrisia e ás feiras de vaidades. - Wikipédia, a enciclopédia livre, artigo criado por António Conde. História de Loriga, extratos da obra do historiador António Conde na Wikipédia 🇵🇹. Os vândalos, os tais que deliberadamente e insistentemente colocam erros e mentiras, foram desafiados a provarem a origem dos dados históricos que estão no artigo na Wikipédia criado por António Conde, e podemos todos esperar sentados porque só quem fez a pesquisa é que pode dizer onde obteve os dados. É hilariante que os vândalos e quem eles apoiam e promovem, coloquem em causa os dados históricos ao mesmo tempo que afirmam não terem sido pesquisados por António Conde. Decidam-se de vez; Se os dados são credíveis e a pesquisa não é dele quem a fez revele as fontes dos dados históricos, ou então se não são credíveis apaguem-nos. Não sejam invejosos e mesquinhos, não façam figuras tristes, e deixem de prejudicar a imagem de Loriga e dos loriguenses!! História de Loriga, extratos da obra do historiador António Conde na Wikipédia. Os vândalos, os tais que deliberadamente e insistentemente colocam erros e mentiras, foram desafiados a provarem a origem dos dados históricos que estão no artigo na Wikipédia criado por António Conde, e podemos todos esperar sentados porque só quem fez a pesquisa é que pode dizer onde obteve os dados. É hilariante que os vândalos e quem eles apoiam e promovem, coloquem em causa os dados históricos ao mesmo tempo que afirmam não terem sido pesquisados por António Conde. Decidam-se de vez; Se os dados são credíveis e a pesquisa não é dele quem a fez revele as fontes dos dados históricos, ou então se não são credíveis apaguem-nos. Não sejam invejosos e mesquinhos, não façam figuras tristes, e deixem de prejudicar a imagem de Loriga e dos loriguenses!! Extratos da obra do historiador António Conde, "História concisa da vila de Loriga - Das origens á extinção do município", no artigo sobre Loriga que ele criou na Wikipedia. Este artigo foi vandalizado com os principais objetivos de introduzirem um "brasão" ilegal e não representativo de Loriga, e apagarem das fontes o autor deste artigo por ele se opor por essa ilegalidade afetar a imagem desta vila e da própria Wikipédia. Entretanto a ilegal aberração heráldica foi finalmente retirada do artigo em 2017, faltando repor nas fontes os links que apontam para o autor do mesmo e corrigir os restantes erros introduzidos. Esta edição já foi revertida para esconder a verdade, o que aliás tem acontecido há mais de dez anos. Lógica dos BURROS: Fundaram a povoação no Chão do Soito, e não junto das ribeiras e terras melhores para a pastorícia e agricultura. Sandomil e Valezim, por exemplo, receberam foral no século XIII, quando em Loriga só havia calhaus, e só em 1514 havia ali gente suficiente para justificar a atribuição do único foral, festejado como tal em 2014. Em qualquer localidade o(a) santo(a) padroeiro(a) é sempre o orago da paróquia e da igreja matriz, mas Loriga é diferente e nesta vila existe o péssimo hábito de trocar e desprezar devoções e padroeiros. A história e a filologia explicam a origem e o significado do nome desta vila mas mais uma vez Loriga é diferente e os BURROS têm vergonha do nome da sua terra, dizem que nada existe sobre as origens e significado do nome, e dizer que Loriga é nome de couraça é uma vergonha que não deve ser recordada no brasão. Tal como têm vergonha do nome da sua terra os BURROS também têm vergonha da muito antiga tradição que aponta Loriga como berço de Viriato. ETC!!!!!

* History of Loriga Portugal, extracts from António Conde's work in the article he created on Wikipedia. The efficient, though discreet, research and dissemination work that the historian and our great loriguense António Conde has been doing for decades, has borne many fruits, and much of the information about Loriga released there is due to the initiative of this great Loriguense. This great Loriguense researches the history of Loriga for about 30 years, at the expense of much sacrifice and many personal expenses, creating a rich work, which can be read extracts on many sites, including articles on Loriga in English and Portuguese that he created on Wikipedia. António Conde acts, does, criticizes what is badly always presenting solutions, loves his land passionately and is allergic to hypocrisy and vanity History of Loriga Portugal, extracts from António Conde's work in the article he created on Wikipedia. The efficient, though discreet, research and dissemination work that the historian and our great loriguense António Conde has been doing for decades, has borne many fruits, and much of the information about Loriga released there is due to the initiative of this great Loriguense. This great Loriguense researches the history of Loriga for about 30 years, at the expense of much sacrifice and many personal expenses, creating a rich work, which can be read extracts on many sites, including articles on Loriga in English and Portuguese that he created on Wikipedia. António Conde acts, does, criticizes what is badly always presenting solutions, loves his land passionately and is allergic to hypocrisy and vanity fairs."Concise history of the town of Loriga - From origins to extinction of the municipality", in the article on Loriga that he created on Wikipedia. Extracts from the work of the historian António Conde, "Concise history of the town of Loriga - From origins to extinction of the municipality", in the article on Loriga that he created in Wikipedia. This article was vandalized with the main objectives of introducing an illegal and non-representative "coat of arms" of Loriga, and erasing from the sources the author of this article because he opposes for this illegality to affect the image of this town and of the own Wikipedia. However the illegal heraldic aberration was finally removed from the article in 2017, failing to restore in the sources the links that point to the author of the same and correct the other errors introduced. This edition has already been reversed to hide the truth, which in fact has happened more than ten years. History of Loriga, excerpts from the work of the historian António Conde on Wikipedia . The vandals, the ones who deliberately and insistently put up mistakes and lies, were challenged to prove the origin of the historical data found in the Wikipedia article created by António Conde, and we can all sit around because only the one who did the research can say where got the data. It is hilarious that the vandals and who they support and promote, call into question historical data while claiming they have not been surveyed by António Conde. Decide once and for all; If the data is credible and the research is not from him who did it reveal the sources of the historical data, or if they are not credible delete them. Do not be jealous and mean, do not make sad figures, and stop harming the image of Loriga and the Loriguenses!

* História de Loriga, extratos da obra de António Conde no artigo que ele criou na Wikipédia. O eficiente, apesar de discreto, trabalho de pesquisa e divulgação que o historiador e nosso grande conterrâneo António Conde tem feito há décadas, tem dado os seus frutos, e grande parte da informação sobre Loriga divulgada por aí deve-se á iniciativa deste grande Loriguense. Este grande Loriguense pesquisa a história de Loriga há cerca de 30 anos, á custa de muito sacrifício e muitas despesas pessoais, criando uma riquissima obra, da qual se podem ler extratos em muitos sites, incluíndo nos artigos sobre Loriga em inglês e em português que ele criou na Wikipédia. António Conde age, faz, critica o que está mal apresentando sempre soluções, ama apaixonadamente a sua terra e é alérgico á hipocrisia e ás feiras de vaidades. - Wikipédia, a enciclopédia livre, artigo criado por António Conde. História de Loriga, extratos da obra do historiador António Conde na Wikipédia 🇵🇹. Os vândalos, os tais que deliberadamente e insistentemente colocam erros e mentiras, foram desafiados a provarem a origem dos dados históricos que estão no artigo na Wikipédia criado por António Conde, e podemos todos esperar sentados porque só quem fez a pesquisa é que pode dizer onde obteve os dados. É hilariante que os vândalos e quem eles apoiam e promovem, coloquem em causa os dados históricos ao mesmo tempo que afirmam não terem sido pesquisados por António Conde. Decidam-se de vez; Se os dados são credíveis e a pesquisa não é dele quem a fez revele as fontes dos dados históricos, ou então se não são credíveis apaguem-nos. Não sejam invejosos e mesquinhos, não façam figuras tristes, e deixem de prejudicar a imagem de Loriga e dos loriguenses!! História de Loriga, extratos da obra do historiador António Conde na Wikipédia. Os vândalos, os tais que deliberadamente e insistentemente colocam erros e mentiras, foram desafiados a provarem a origem dos dados históricos que estão no artigo na Wikipédia criado por António Conde, e podemos todos esperar sentados porque só quem fez a pesquisa é que pode dizer onde obteve os dados. É hilariante que os vândalos e quem eles apoiam e promovem, coloquem em causa os dados históricos ao mesmo tempo que afirmam não terem sido pesquisados por António Conde. Decidam-se de vez; Se os dados são credíveis e a pesquisa não é dele quem a fez revele as fontes dos dados históricos, ou então se não são credíveis apaguem-nos. Não sejam invejosos e mesquinhos, não façam figuras tristes, e deixem de prejudicar a imagem de Loriga e dos loriguenses!! Extratos da obra do historiador António Conde, "História concisa da vila de Loriga - Das origens á extinção do município", no artigo sobre Loriga que ele criou na Wikipedia. Este artigo foi vandalizado com os principais objetivos de introduzirem um "brasão" ilegal e não representativo de Loriga, e apagarem das fontes o autor deste artigo por ele se opor por essa ilegalidade afetar a imagem desta vila e da própria Wikipédia. Entretanto a ilegal aberração heráldica foi finalmente retirada do artigo em 2017, faltando repor nas fontes os links que apontam para o autor do mesmo e corrigir os restantes erros introduzidos. Esta edição já foi revertida para esconder a verdade, o que aliás tem acontecido há mais de dez anos. Lógica dos BURROS: Fundaram a povoação no Chão do Soito, e não junto das ribeiras e terras melhores para a pastorícia e agricultura. Sandomil e Valezim, por exemplo, receberam foral no século XIII, quando em Loriga só havia calhaus, e só em 1514 havia ali gente suficiente para justificar a atribuição do único foral, festejado como tal em 2014. Em qualquer localidade o(a) santo(a) padroeiro(a) é sempre o orago da paróquia e da igreja matriz, mas Loriga é diferente e nesta vila existe o péssimo hábito de trocar e desprezar devoções e padroeiros. A história e a filologia explicam a origem e o significado do nome desta vila mas mais uma vez Loriga é diferente e os BURROS têm vergonha do nome da sua terra, dizem que nada existe sobre as origens e significado do nome, e dizer que Loriga é nome de couraça é uma vergonha que não deve ser recordada no brasão. Tal como têm vergonha do nome da sua terra os BURROS também têm vergonha da muito antiga tradição que aponta Loriga como berço de Viriato. ETC!!!!!

* History of Loriga Portugal, extracts from António Conde's work in the article he created on Wikipedia. The efficient, though discreet, research and dissemination work that the historian and our great loriguense António Conde has been doing for decades, has borne many fruits, and much of the information about Loriga released there is due to the initiative of this great Loriguense. This great Loriguense researches the history of Loriga for about 30 years, at the expense of much sacrifice and many personal expenses, creating a rich work, which can be read extracts on many sites, including articles on Loriga in English and Portuguese that he created on Wikipedia. António Conde acts, does, criticizes what is badly always presenting solutions, loves his land passionately and is allergic to hypocrisy and vanity fairs."Concise history of the town of Loriga - From origins to extinction of the municipality", in the article on Loriga that he created on Wikipedia. Extracts from the work of the historian António Conde, "Concise history of the town of Loriga - From origins to extinction of the municipality", in the article on Loriga that he created in Wikipedia. This article was vandalized with the main objectives of introducing an illegal and non-representative "coat of arms" of Loriga, and erasing from the sources the author of this article because he opposes for this illegality to affect the image of this town and of the own Wikipedia. However the illegal heraldic aberration was finally removed from the article in 2017, failing to restore in the sources the links that point to the author of the same and correct the other errors introduced. This edition has already been reversed to hide the truth, which in fact has happened more than ten years. History of Loriga, excerpts from the work of the historian António Conde on Wikipedia . The vandals, the ones who deliberately and insistently put up mistakes and lies, were challenged to prove the origin of the historical data found in the Wikipedia article created by António Conde, and we can all sit around because only the one who did the research can say where got the data. It is hilarious that the vandals and who they support and promote, call into question historical data while claiming they have not been surveyed by António Conde. Decide once and for all; If the data is credible and the research is not from him who did it reveal the sources of the historical data, or if they are not credible delete them. Do not be jealous and mean, do not make sad figures, and stop harming the image of Loriga and the Loriguenses! 

* O gentílico Loriguense é igual ao ao gentílico Loricense e ambos servem para designar os naturais da vila de Loriga, mas os BURROS acham insultuoso o gentílico Loricense e tudo o que recorde o nome da vila e as origens desse nome, e também por isso não gostam de ver a couraça no brasão. Alguma da "lógica" dos burros, pseudohistoriadores e outros pseudoloriguenses que há décadas prejudicam a imagem desta bela e histórica vila: Segundo eles os fundadores de Loriga eram atrasados mentais e por isso fundaram a povoação no Chão do Soito, um local onde jamais poderia florecer com sucesso qualquer povoação, e mais tarde um deles mais inteligente que os demais terá exclamado: - Estamos a ser burros, vamos mudar-nos para ali que é melhor! Mudaram-se para a colina entre ribeiras (onde de facto a povoação foi originalmente fundada) e assim acabou a "Loriga provisória" no Chão do Soito, mas não acabou a sua entrada no mundo das anedotas. Outras povoações próximas de Loriga e também antigas, receberam forais nos primeiros dois séculos da nacionalidade, Valezim e Sandomil, por exemplo, receberam forais no século XIII, mas no imponente vale glaciar de Loriga só havia calhaus, e apenas no século XVI (1514) habitava aqui gente em número suficiente para justificar a atribuição de um foral, que os burros pseudohistoriadores acham ser o único. O santo padroeiro de qualquer localidade é sempre o orago da igreja matriz e da paróquia, no caso de Loriga é Santa Maria Maior desde o século XIII, mas os burros acham que em Loriga as devoções, os padroeiros e as invocações são apenas uma questão de modas, e que nesta vila existe o hábito de desprezar, esquecer e trocar padroeiros, devoções e invocações. Numa localidade normal os naturais têm orgulho do nome e da história da sua terra, mas Loriga é diferente e os burros desta vila têm vergonha da história e do nome da sua terra, acham vergonhoso que esta vila tenha nome de couraça e de haver uma Loriga no brasão da vila, também por isso em 2002 quiseram trocar a Loriga por uma cruz (tentando fazer crer que os católicos loriguenses também têm vergonha do nome da vila tal como eles), e em 2018 quiseram simplesmente eliminá-la do brasão. Para cúmulo os burros de Loriga não se limitam a terem vergonha da história e do nome desta vila, também passaram a ter vergonha por Loriga estar situada no coração da Serra da Estrela onde é uma estrela, e por isso em 2018 também quiseram eliminar a estrela de ouro do brasão da vila. Aliás tentaram inutilmente impor uma ilegal aberração heráldica, incrivelmente e impunemente usada formalmente pela autarquia como se fosse o brasão legal e oficial de Loriga, e maltratam quem se opôe a essa vergonha (inclusive com insultos e calúnias na internet). etc , etc. ETC!!!!!

[ Pormenores do centro histórico da vila, na colina entre as ribeiras de Loriga e de São Bento, onde a povoação foi fundada há mais de 2600 anos. Esta foto ajuda a explicar a óbvia e única escolha deste local para fundar a povoação que, até á conquista romana, esteve fortificada com muros e paliçadas. Os motivos da escolha do local são óbvios até para quem tem conhecimentos rudimentares. Dada a antiguidade da povoação e da presença humana neste vale, foi, é e será normal a descoberta de vestigios arqueológicos em vários locais, até porque tal como hoje existe intervenção humana á volta da vila, o mesmo acontecia á volta da povoação no tempo dos lusitanos e dos romanos. Teorias estúpidas, tais como a do nascimento e ou passagem de Loriga por outros locais, tais como o chamado Chão do Soito (apontando para uma "Loriga provisória" e insultando os fundadores da povoação), não têm portanto qualquer cabimento e são demonstrativas da ignorância de quem as defende. - Loriga recebeu forais em 1136 (João Rânia, senhor das Terras de Lorica / Loriga), 1249 (D. Afonso III), 1474 (D. Afonso V) e 1514 (D. Manuel I). Alguma da "lógica" dos burros, pseudohistoriadores e outros pseudoloriguenses que há décadas prejudicam a imagem desta bela e histórica vila: O gentílico Loriguense é igual ao ao gentílico Loricense e ambos servem para designar os naturais da vila de Loriga, mas os BURROS acham insultuoso o gentílico Loricense e tudo o que recorde o nome da vila e as origens desse nome, e também por isso não gostam de ver a couraça no brasão. Segundo eles os fundadores de Loriga eram atrasados mentais e por isso fundaram a povoação no Chão do Soito, um local onde jamais poderia florecer com sucesso qualquer povoação, e mais tarde um deles mais inteligente que os demais terá exclamado: - Estamos a ser burros, vamos mudar-nos para ali que é melhor! Mudaram-se para a colina entre ribeiras (onde de facto a povoação foi originalmente fundada) e assim acabou a "Loriga provisória" no Chão do Soito, mas não acabou a sua entrada no mundo das anedotas. Outras povoações próximas de Loriga e também antigas, receberam forais nos primeiros dois séculos da nacionalidade, Valezim e Sandomil, por exemplo, receberam forais no século XIII, mas no imponente vale glaciar de Loriga só havia calhaus, e apenas no século XVI (1514) habitava aqui gente em número suficiente para justificar a atribuição de um foral, que os burros pseudohistoriadores acham ser o único. O santo padroeiro de qualquer localidade é sempre o orago da igreja matriz e da paróquia, no caso de Loriga é Santa Maria Maior desde o século XIII, mas os burros acham que em Loriga as devoções, os padroeiros e as invocações são apenas uma questão de modas, e que nesta vila existe o hábito de desprezar, esquecer e trocar padroeiros, devoções e invocações. Numa localidade normal os naturais têm orgulho do nome e da história da sua terra, mas Loriga é diferente e os burros desta vila têm vergonha da história e do nome da sua terra, acham vergonhoso que esta vila tenha nome de couraça e de haver uma Loriga no brasão da vila, também por isso em 2002 quiseram trocar a Loriga por uma cruz (tentando fazer crer que os católicos loriguenses também têm vergonha do nome da vila tal como eles), e em 2018 quiseram simplesmente eliminá-la do brasão. Para cúmulo os burros de Loriga não se limitam a terem vergonha da história e do nome desta vila, também passaram a ter vergonha por Loriga estar situada no coração da Serra da Estrela onde é uma estrela, e por isso em 2018 também quiseram eliminar a estrela de ouro do brasão da vila. Aliás tentaram inutilmente impor uma ilegal aberração heráldica, incrivelmente e impunemente usada formalmente pela autarquia como se fosse o brasão legal e oficial de Loriga, e maltratam quem se opôe a essa vergonha (inclusive com insultos e calúnias na internet). etc , etc. ]

Loriga recebeu forais em 1136 (João Rânia, senhor das Terras de Lorica / Loriga), 1249 (D. Afonso III), 1474 (D. Afonso V) e 1514 (D. Manuel I), este último foral corresponde ás comemorações mostradas nestes dois vídeos. Alguma da "lógica" dos burros, pseudohistoriadores e outros pseudoloriguenses que há décadas prejudicam a imagem desta bela e histórica vila: O gentílico Loriguense é igual ao ao gentílico Loricense e ambos servem para designar os naturais da vila de Loriga, mas os BURROS acham insultuoso o gentílico Loricense e tudo o que recorde o nome da vila e as origens desse nome, e também por isso não gostam de ver a couraça no brasão. Segundo eles os fundadores de Loriga eram atrasados mentais e por isso fundaram a povoação no Chão do Soito, um local onde jamais poderia florecer com sucesso qualquer povoação, e mais tarde um deles mais inteligente que os demais terá exclamado: - Estamos a ser burros, vamos mudar-nos para ali que é melhor! Mudaram-se para a colina entre ribeiras (onde de facto a povoação foi originalmente fundada) e assim acabou a "Loriga provisória" no Chão do Soito, mas não acabou a sua entrada no mundo das anedotas. Outras povoações próximas de Loriga e também antigas, receberam forais nos primeiros dois séculos da nacionalidade, Valezim e Sandomil, por exemplo, receberam forais no século XIII, mas no imponente vale glaciar de Loriga só havia calhaus, e apenas no século XVI (1514) habitava aqui gente em número suficiente para justificar a atribuição de um foral, que os burros pseudohistoriadores acham ser o único. O santo padroeiro de qualquer localidade é sempre o orago da igreja matriz e da paróquia, no caso de Loriga é Santa Maria Maior desde o século XIII, mas os burros acham que em Loriga as devoções, os padroeiros e as invocações são apenas uma questão de modas, e que nesta vila existe o hábito de desprezar, esquecer e trocar padroeiros, devoções e invocações. Numa localidade normal os naturais têm orgulho do nome e da história da sua terra, mas Loriga é diferente e os burros desta vila têm vergonha da história e do nome da sua terra, acham vergonhoso que esta vila tenha nome de couraça e de haver uma Loriga no brasão da vila, também por isso em 2002 quiseram trocar a Loriga por uma cruz (tentando fazer crer que os católicos loriguenses também têm vergonha do nome da vila tal como eles), e em 2018 quiseram simplesmente eliminá-la do brasão. Para cúmulo os burros de Loriga não se limitam a terem vergonha da história e do nome desta vila, também passaram a ter vergonha por Loriga estar situada no coração da Serra da Estrela onde é uma estrela, e por isso em 2018 também quiseram eliminar a estrela de ouro do brasão da vila. Aliás tentaram inutilmente impor uma ilegal aberração heráldica, incrivelmente e impunemente usada formalmente pela autarquia como se fosse o brasão legal e oficial de Loriga, e maltratam quem se opôe a essa vergonha (inclusive com insultos e calúnias na internet). etc , etc.

Hastear das bandeiras na Praia Fluvial de Loriga em 2019, incluíndo a bandeira com o brasão do Zeca Maria e do Doutor de Albarda (Quem lhe pôs a merecida alcunha que lha tire, e qualquer loriguense com uma inteligência aceitável teria vergonha se tivesse um "canudo" e tivesse feito aquela vergonha!! É só sabedoria fingida, deve ter andado a passear os livros, e está visto que sabe pouco ou nada sobre a história de Loriga...). Os brasões de Vale da Cruz (2002) e do Doutor de Albarda (2018) são lixo porque envergonham Loriga e os Loriguenses!! Foi fantástico apreciar pessoalmente o "exuberante" desconforto exibido pelo Zeca Maria (Como aliás se vê neste video!) com a reação negativa da esmagadora maioria dos loriguenses presentes perante o vergonhoso brasão que ele e o Doutor da Albarda arranjaram!!  Reação negativa dos loriguenses que aliás também se notou de manhã junto da sede da Junta de Freguesia de Loriga. Aliás, o desconforto com a reação dos loriguenses também se notou no Doutor de Albarda, ouviram-se muitos comentários e o mais simpático foi: Falta ali qualquer coisa!!!!! Mais uma vez graças ao Zeca Maria, temos mais uma vergonha com esta vergonhosa história da heráldica que ele criou e teima em manter, mais dinheiro desperdiçado pela Junta, e os futuros autarcas lá terão que mexer no assunto porque, além de não serem dignos de Loriga, os loriguenses não se identificam com nenhum dos dois brasões do Zeca Maria! Ao contrário do que dizem e escrevem os mentirosos responsáveis por esta vergonha, os loriguenses não são obrigados a habituarem-se a um brasão que detestam, com o qual não se identificam, e que não honra a sua terra, portanto não é nem será o brasão de Loriga, e a alteração pode ser feita e vai ser feita pela Junta!!!! No entanto é triste constatar que poucos loriguenses têm a coragem de contestar abertamente e de dizerem diretamente o que pensam e têm medo do Zeca Maria e dos seus capangas e lacaios os quais têm maltratado, incluíndo com insultos e calúnias na internet, quem se opôe aos vergonhosos brasões de Vale da Cruz e do Doutor de Albarda, como é o caso do Loriguense e historiador António Conde!!! Para o Zeca Maria e os seus capangas e lacaios, Loriga é ele, a Assembleia de Freguesia é ele, a Junta de Freguesia é ele, e quem não concorda com o Zeca Maria é inimigo de Loriga, é odiado pelos loriguenses, não é bem-vindo na vila, e existe um controle cerrado através de manobras de intimidação e de condicionamento fáceis de realizar no meio pequeno e deprimido de Loriga.

* História do Brasão de Loriga - Heráldica de Loriga - Brasão de Loriga

* PDF História do Brasão de Loriga - Heráldica de Loriga - Brasão de Loriga

* PDF História do Brasão de Loriga - Heráldica de Loriga - Brasão de Loriga

* PDF O brasão de 2002 serve para qualquer localidade serrana habitada por cristãos, ou distinguindo Loriga como única localidade cristã entre as restantes localidades habitadas por hereges, ou ainda como se esta vila fosse uma espécie de Capital da Cristandade ou possuísse um santuário cristão de importância nacional e ou mundial. Os toscos ignorantes incompetentes quiseram retirar as rodas hidráulicas que simbolizam a antiga indústria loriguense, e por terem vergonha do nome da sua terra quiseram substituír a Loriga por uma cruz. Loriga deriva do latim Lorica e é nome de couraça, facto que envergonha os toscos ignorantes incompetentes que estrategicamente e estupidamente quiseram introduzir a religião no assunto para condicionar o pároco local e os mais fervorosos crentes da paróquia, querendo dar a entender que, tal como eles, os católicos loriguenses também têm vergonha do nome da vila. Esse brasão ridículo, que ficou conhecido por Brasão de Vale da Cruz e contribuiu para arrasar a imagem de Loriga, foi uma tosca tentativa de manipulação da fé dos loriguenses com o objetivo de facilitar a sua aprovação, uma estratégia que inevitavelmente correu mal e que é reveladora do caráter do principal responsável por esta vergonhosa questão da heráldica.

* PDF O brasão de 2018 serve para qualquer localidade portuguesa onde o milho e o centeio foram a base de alimentação e onde existe ou existiu alguma indústria, portanto serve para muitas dezenas de localidades portuguesas, incluíndo localidades situadas na Serra da Estrela. No entanto como esse brasão ridículo não tem uma estrela nem sequer aponta para uma localidade que está situada na Serra da Estrela, portanto a abrangência é muito maior. Loriga é uma estrela no coração da Serra da Estrela onde é uma das principais e mais antigas localidades, em cujo território está instalada a única estância de esqui existente em Portugal, etc, no entanto os toscos ignorantes quiseram retirar a estrela do brasão, o que confirma a sua extrema incompetência. Aliás, as principais localidades da Serra da Estrela, e muitas outras menos importantes também situadas nesta bela serra, ostentam com orgulho uma estrela nos respetivos brasões, mas os burros de Loriga quiseram tirar a estrela do brasão desta vila. Será que além de terem vergonha do nome da sua terra também passaram a ter vergonha por Loriga estar situada na Serra da Estrela ??! Tal como se viu em 2002, os toscos ignorantes incompetentes têm vergonha do nome da vila e por isso quiseram tirar a couraça do brasão e quiseram retirar as rodas hidráulicas e introduzir um carreto, demonstrando que continuam a desprezar a história desta vila, não apenas a história mais antiga mas também a história da sua centenária indústria. As primeiras fábricas de Loriga, criadas no século XIX, eram movidas por rodas hidráulicas e por isso foram colocadas duas no brasão e que simbolizam as origens da indústria textil que destacou ainda mais esta vila na região. Loriga tem uma história e uma identidade tão ricas e únicas em Portugal que existem dezenas de peças para colocar no brasão distintivo e bonito desta vila, infelizmente é impossível colocá-las todas até porque não caberiam e as regras da heráldica impôem um limite de número de peças, e aqui é fundamental a competência, o conhecimento da história, e o amor á terra dos autarcas. Esta gente, movida pelo ódio e por outras motivações mesquinhas que sempre colocaram acima da imagem e dos interesses de Loriga, como se tem confirmado em todo este vergonhoso processo, tiveram como primeira preocupação eliminar da heráldica tudo o que fosse da autoria de António Conde, mantendo apenas as cores da bandeira e mesmo essas fizeram questão de as trocar de posição, só para que a bandeira não ficasse exatamente igual á que foi desenhada por este grande Loriguense. Mas não foi apenas na heráldica que quiseram apagar tudo o que recorde a obra de António Conde, fizeram também questão de criar um novo site no qual não colocaram o resumo da história de Loriga da autoria deste grande Loriguense, publicado no site da Junta de Freguesia e que foi publicado também na Wikipedia, no site Terras de Portugal, em muitos e cada vez mais numerosos outros sites, e no site Gentes de Loriga onde sem surpresa foi trocado pelo texto que agora se vê no site do Zeca Maria. No entanto o site da Junta de Freguesia continua online e esses extratos da obra de António Conde sobre a História de Loriga continuam disponíveis para quem quiser ler. Esta atitude desta gente invejosa não é nova e estendeu-se á Wikipedia onde foi colocada a ilustração usada ilegalmente como brasão, que nunca foi brasão mas que passou a ser ali apresentada como brasão legal e oficial de Loriga, tentando impor a mentira como aliás é prática habitual desta gente. Enganando editores o artigo acabou por ser vandalizado e bloqueado, e além da introdução do pseudobrasão foram apagados das fontes todos os links que apontassem para António Conde, autor do artigo, por ele se opor a esta vergonhosa questão da heráldica que há décadas arrasa a imagem de Loriga e dos loriguenses, esses foram aliás os dois principais motivos para a vandalização e bloqueio do artigo. A imagem da Wikipedia saiu deteriorada, tal como a imagem desta gente que provocou essa deterioração, e a credibilidade e a imagem de António Conde saíram reforçadas porque, além de esta gente ter sido desmascarada foi sempre mantido o essencial do conteúdo do artigo sobre Loriga que ele criou na Wikipédia, conteúdo que continua a ser replicado num número cada vez maior de sites.

* PDF História do Brasão de Loriga. Os loriguenses não gostam do brasão das Espigas e do Carreto que o TOSCO autarca Zeca Maria arranjou em 2018, tal como não gostaram do brasão de Vale da Cruz que ele arranjou em 2002, sempre com a cumplicidade do Brito Doutor de Albarda! O Zeca Maria e os seus capangas e lacaios criaram a vergonhosa questão da heráldica e estão decididos a mantê-la e a continuar a prejudicar a imagem de Loriga!! Para eles, legalizada ou não, qualquer merda serve para brasão de Loriga, aliás há décadas que têm andado inutilmente a tentar impor a ilegal aberração heráldica usada formalmente pela Junta de Freguesia de Loriga como se fosse o brasão legal e oficial da vila, e para os capangas e lacaios do Zeca Maria quem diz que essa ilustração nada vale como brasão é inimigo de Loriga, é odiado pelos loriguenses, não é bem-vindo aqui na vila, e os mesmos capangas e lacaios insultam-nos e caluniam-nos, inclusive em comentários na internet. Os capangas e lacaios do Zeca Maria confirmaram que estão cagando para Loriga ao dizerem e deixando mensagens por aí, referindo-se ao historiador António Conde, dizendo que este grande Loriguense devia calar-se porque perdeu. 1º - António Conde não perdeu, pelo contrário ganhou porque foi decisivo para impedir que o Zeca Maria arrasasse ainda mais a imagem de Loriga em 2002 e em 2018, com a vergonhosa heráldica que arranjou. 2º - António Conde ganhou porque desmascarou estes pseudoloriguenses que intoxicaram a opinião pública contra ele e afirmaram sempre que a ilegal aberração heráldica usada formalmente pela autarquia é o brasão legal e oficial de Loriga, e chamaram tudo e mais alguma coisa a este grande Loriguense por ele dizer a verdade. 3º - António Conde ganhou porque ficou provado que ele tem razão e que coloca Loriga acima de tudo, ao contrário do que fazem o Zeca Maria e os seus capangas e lacaios. 4º - António Conde ganhou porque ficou provado que o Zeca Maria fez merda em 2002 e em 2018, prejudicando a imagem e os interesses de Loriga. Estes TOSCOS incultos fariseus ignorantes têm vergonha do nome da terra onde infelizmente nasceram e que são incapazes de honrar, tal como também têm vergonha da história desta vila e da sua localização, e por isso acham vergonhoso que o brasão tenha uma Loriga e uma estrela!! Quem sempre disse que o "brasão" usado formalmente pela autarquia é ilegal e arranjou alternativas, tanto naturais de Loriga como da Comissão de Heráldica, são alvos dos capangas e lacaios do Zeca Maria que dizem que são inimigos de Loriga, que são odiados pelos loriguenses, que não são bem-vindos na vila e insultam-nos e caluniam-nos, inclusive em comentários deixados na internet. Quando já não podiam esconder a verdade arranjaram esta anedota que ridiculariza Loriga e que por isso foi chumbada por quem defende a imagem desta vila (os tais inimigos)! Finalmente, depois da merda feita e de terem levado nas longas orelhas, passaram a dizer que a heráldica não faz falta nenhuma nem cria empregos na vila, aliás sempre acharam que qualquer merda serve para brasão de Loriga! Loriga é a Estrela de Ouro da Serra da Estrela, recordada e afirmada pela estrela exibida no brasão desta vila. As couraças usadas pelos romanos chamavam-se Lorica, e do latim derivou Loriga que tem o mesmo significado. Os loriguenses orgulham-se do nome e por isso o brasão tem uma Loriga. O TOSCO autarca Zeca Maria tem vergonha do nome e procurou envolver o pároco e as instituições religiosas da paróquia para fazer crer que os loriguenses de fé também têm vergonha do nome da vila. Por isso em 2002 quis substituir a Loriga por uma cruz e eliminar as rodas hidráulicas, e em 2018 quis eliminar a Loriga, a estrela e as rodas hidráulicas, alterações detestadas pelos loriguenses e condenadas ao lixo. Foi em Dezembro de 2002 que o Zeca Maria fez o primeiro atentado contra a imagem de Loriga ao fazer aprovar o famigerado Brasão de Vale da Cruz. Os capangas e lacaios do Zeca Maria sempre usaram o insulto, a calúnia, a desinformação e outros meios nada recomendáveis. Tal como aconteceu em 2002 os capangas e lacaios do Zeca Maria devalorizam a merda que o seu dono e mentor fez em 2018, e já andam outra vez a dizer que o brasão não tem importância nenhuma para Loriga. Como são mestres da desinformação e da mentira tentaram responsabilizar a Comissão de Heráldica pela merda feita pelo Zeca Maria e dizem que o brasão está escolhido, não há nada a fazer e os loriguenses têm que se habituar a gostar do brasão das Espigas e do Carreto tal como tinham que se habituar ao brasão de Vale da Cruz. É mentira, o brasão do Zeca Maria pode ser alterado e vai ser alterado, porque os loriguenses não gostam do brasão que não honra esta vila nem a autarquia!!!!! Os loriguenses que gostam verdadeiramente da sua terra valorizam a história, a identidade e a imagem de Loriga e querem que a sua terra tenha um brasão legal mas que também seja bonito e representativo. Onde estavam e estão os defensores da ilegal ilustração, que nunca foi nem podia ser brasão, quando o Zeca Maria arranjou os brasões de Vale da Cruz em 2002 e das Espigas e do Carreto em 2018???! Prejudicaram a imagem de Loriga ao defenderem a ilegal aberração heráldica e dizem fazê-lo por gostarem a sua terra mas não se importam que esse pseudobrasão seja substituído por um brasão de Vale da Cruz ou por um brasão das Espigas e do Carreto???! Onde está o seu amor a Loriga???! Estes "loriguenses" capangas e lacaios do Zeca Maria estão cagando para Loriga e até defendem um brasão com um cagalhão se for desenhado por um amigo!!! Os capangas e lacaios do Zeca Maria sempre usaram o insulto, a calúnia, a desinformação e outros meios nada recomendáveis. Para eles quem não apoia o seu dono e mentor Zeca Maria é inimigo de Loriga é odiado pelos loriguenses e não é bem-vindo aqui, só faltando colocarem barreiras para controlarem quem entra. Tal como em 2002 em 2018 o seu dono e mentor Zeca Maria fez merda outra vez e como em ambos os casos a esmagadora maioria dos loriguenses não gostou do resultado, como aconteceu em 2002 os capangas e lacaios do Zeca Maria desvalorizam novamente a merda que o seu dono e mentor fez em 2018 e já andam outra vez a dizer que o brasão não tem importância nenhuma para Loriga. Nada de novo porque eles sempre cagaram para o assunto e por isso acham que qualquer merda serve para Loriga e os loriguenses têm que aceitar ainda que não gostem. Loriga é a Estrela de Ouro da Serra da Estrela, recordada e afirmada pela estrela exibida no brasão desta vila. As couraças usadas pelos romanos chamavam-se Lorica, e do latim derivou Loriga que tem o mesmo significado. Os loriguenses orgulham-se do nome e por isso o brasão tem uma Loriga. O TOSCO autarca Zeca Maria tem vergonha do nome e procurou envolver o pároco e as instituições religiosas da paróquia para fazer crer que os loriguenses de fé também têm vergonha do nome da vila. Por isso em 2002 quis substituir a Loriga por uma cruz e eliminar as rodas hidráulicas, e em 2018 quis eliminar a Loriga, a estrela e as rodas hidráulicas, alterações detestadas pelos loriguenses e condenadas ao lixo. Foi em Dezembro de 2002 que o Zeca Maria fez o primeiro atentado contra a imagem de Loriga ao fazer aprovar o famigerado Brasão de Vale da Cruz. Os loriguenses não gostam do brasão das Espigas e do Carreto que o TOSCO autarca Zeca Maria arranjou em 2018, tal como não gostaram do brasão de Vale da Cruz que ele arranjou em 2002! Comprovando o seu grande caráter e que não está obsecado pelos brasões que desenhou, António Conde propôs esta simples alteração, uma estrela de ouro que tornaria o brasão de 2018 minimamente aceitável, mais bonito e mais representativo, e só os capangas do Zeca Maria não concordam com ele. A alteração foi rejeitada porque foi o historiador António Conde que a propôs, ficando mais uma vez provado, tal como ficou em 2002, que o Zeca Maria despreza a imagem desta vila e que as suas motivações mesquinhas pessoais são mais importantes que os interesses de Loriga! O Zeca Maria, criou a vergonhosa questão da heráldica e está decidido a mantê-la!! Os capangas e lacaios do Zeca Maria confirmaram que estão cagando para Loriga ao dizerem e deixando mensagens no Facebook, referindo-se a António Conde, dizendo que este grande Loriguense devia calar-se porque perdeu. 1º - António Conde não perdeu, pelo contrário ganhou porque foi decisivo para impedir que o Zeca Maria arrasasse ainda mais a imagem de Loriga em 2002 e em 2018, com a vergonhosa heráldica. 2º - Ganhou porque desmascarou estes pseudoloriguenses que intoxicaram a opinião pública contra ele e afirmaram sempre que a ilegal aberração heráldica usada formalmente pela autarquia é o brasão legal e oficial de Loriga. 3º - Ganhou porque ficou provado que tem razão e que coloca Loriga acima de tudo, ao contrário do que faz o Zeca Maria. 4º - Ganhou porque ficou provado que o Zeca Maria fez merda em 2002 e em 2018. Os pseudoloriguenses desonestos, mentirosos, marginais e mesquinhos há décadas que arrastam na lama a imagem de Loriga e a imagem dos loriguenses, e continuam determinados a fazê-lo!! Mentirosamente dizem, entre outras coisas, que a ilustração usada formalmente pela Junta de Freguesia é o brasão legal e oficial de Loriga e têm empreendido uma luta suja e criminosa contra quem os desmascarou. Aliás, para eles qualquer merda serve para brasão de Loriga!! Os mesmos mentirosos dizem novamente, tal como disseram em relação ao primeiro, que o segundo brasão do Zeca Maria não pode ser alterado e que os loriguenses têm que o aceitar ainda que não gostem. É mentira, pode e vai ser alterado porque, tal como o primeiro, o segundo brasão do Zeca Maria envergonha esta vila, e só escapará do lixo se levar a estrela de ouro sugerida pelo historiador António Conde. Os pseudoloriguenses desonestos, mentirosos, marginais e mesquinhos há dezenas de anos que arrastam na lama a imagem de Loriga e a imagem dos loriguenses, e continuam determinados a fazê-lo!! Mentirosamente dizem, entre outras coisas, que a ilustração usada formalmente pela Junta de Freguesia é o brasão legal e oficial de Loriga e têm empreendido uma luta suja e criminosa contra quem os desmascarou. Aliás, para eles qualquer merda serve para brasão de Loriga, e por isso o primeiro brasão do Zeca Maria foi para o lixo. Os mesmos mentirosos dizem novamente, tal como disseram em relação ao primeiro, que o segundo brasão do Zeca Maria não pode ser alterado e que os loriguenses têm que o aceitar ainda que não gostem. É mentira, e a única forma de o segundo brasão do Zeca Maria escapar do lixo é levar a estrela de ouro sugerida pelo historiador António Conde. Os pseudoloriguenses desonestos, mentirosos e marginais têm vergonha do nome da sua terra e há décadas que arrastam na lama a imagem de Loriga e a imagem dos loriguenses, e continuam determinados a fazê-lo!! Mentirosamente dizem, entre outras coisas, que a ilustração usada formalmente pela Junta de Freguesia é o brasão legal e oficial de Loriga e têm empreendido uma luta suja e criminosa contra quem os desmascarou. Aliás, para eles qualquer merda serve para brasão de Loriga!! Os mesmos mentirosos dizem novamente que o segundo brasão do Zeca Maria não pode ser alterado e que os loriguenses têm que o aceitar ainda que não gostem. É mentira, pode e vai ser alterado porque, tal como o primeiro, o segundo brasão do Zeca Maria envergonha esta vila, e só escaparia do lixo se levasse a estrela de ouro sugerida pelo historiador António Conde. Tanta cagança do Augusto Moura Brito Brito Doutor de Albarda, tanta sabedoria fingida, tanta exibição em feiras de vaidades, tanto tempo literalmente desperdiçado numa qualquer instituição de ensino superior que envergonha, e o resultado é: umas Espigas e um Carreto!! Desprezam, maltratam, menorizam, subestimam e ignoram a rica história e a rica identidade histórica e cultural de Loriga, cujo nome os envergonha, e o resultado é: o Brasão de Vale da Cruz de 2002 e o Brasão das Espigas e do Carreto de 2018, indignos de Loriga e odiados pelos loriguenses!!! Legalizada ou não para eles qualquer merda serve para brasão de Loriga!! Desiludam-se os que sempre colocaram as motivações mesquinhas pessoais acima da imagem e dos interesses de Loriga e que, já pensando em facto consumado, mentem aos loriguenses como sempre fizeram: A alteração pode ser feita, deve ser feita e será feita, e o Brasão das Espigas e do Carreto é lixo tal como o Brasão de Vale da Cruz!!

*  A vergonhosa e tristemente famosa saga da heráldica de Loriga, criada há décadas pelo Zeca Maria e que ele teima em manter, é apenas um entre muitos exemplos da forma de atuar desta personagem: Primeiro nega os problemas, começando pelos que ele cria, e quando já não pode negá-los desvaloriza-os, maltrata e aponta como inimigos de Loriga quem os denuncia, começando pelos loriguenses que têm mais capacidades e que apresentam soluções. Entretanto enceta uma fuga em frente e apenas quando a situação se torna insustentável para ele é que finalmente tenta resolver os problemas, mas invariavelmente faz merda. Finalmente depois de fazer merda tenta negar e desvalorizar a merda que fez, maltrata quem denuncia essa merda, e mantem a sua posição e a fuga em frente mesmo sabendo que está a prejudicar Loriga, a imagem desta vila e a imagem dos loriguenses!! Para ele, e para os seus capangas e lacaios, Loriga é ele, a Junta de Freguesia é ele, a Assembleia de Freguesia é ele, e quem não o apoia é inimigo de Loriga, é odiado pelos loriguenses e não é bem-vindo na vila!! Os seus capangas e lacaios maltratam, insultam e caluniam quem não concorda com ele, inclusive na internet e essa vergonha viu-se na Wikipédia, no site Terras de Portugal, no site Porta da Estrela, no site Loriga.de atribuído ao Adelino Pina Fariseu Alemão, etc!! Não é por acaso que se tornou um fardo insuportável para o partido que inicialmente o apoiou no passado, aliás nenhum partido o quer apoiar e isso fez aumentar a sua já antiga faceta populista tosca e saloia que se tornou a maldição de Loriga. Maldição porque qualquer tipo de populismo gera carneirada acéfala que usa óculos de sola, com consequências trágicas, como a história está farta de o demonstrar, e neste caso está em causa esta bela e histórica vila, a imagem de Loriga e a imagem de quem nela nasceu! O Zeca Maria tem muita cagança, apresentou-se como "salvador da pátria" (de Loriga), finge sabedoria e competência que nunca teve, proclama o amor à sua terra mas tem vergonha do nome e da história desta vila, nome que gostaria de alterar e também por isso acha vergonhoso que o brasão tenha uma Loriga e em 2002 quis substituí-la por uma cruz ( para dar a entender que os católicos loriguenses também têm vergonha do nome ) e em 2018 quis eliminá-la. Aliás, se calhar também passou a ter vergonha por Loriga estar situada no coração da Serra da Estrela e por esta vila ser uma estrela nesta serra e por isso em 2018 também não quis a estrela no brasão!! O Zeca Maria há décadas que arrasta na lama a imagem de Loriga, a imagem dos loriguenses e a imagem da autarquia, e não apenas com a vergonhosa saga da heráldica!! Apesar de autarca despreza, maltrata, menoriza, subestima e ignora a rica história (quis eliminar a história de Loriga no site da autarquia) e a rica identidade histórica e cultural de Loriga, cujo nome o envergonha, e o resultado é: o Brasão de Vale da Cruz de 2002 e o Brasão das Espigas e do Carreto de 2018, indignos de Loriga e odiados pelos loriguenses!!! Legalizada ou não, ele e os seus capangas e lacaios acham que qualquer merda serve para brasão de Loriga, e o brasão até pode ter um enorme cagalhão fumegante como peça principal desde que a ideia seja dele ou de um dos seus capangas e lacaios. Em tudo sempre colocou as suas motivações mesquinhas pessoais acima da imagem e dos interesses de Loriga e já pensando em facto consumado, ele e os seus capangas e lacaios mentem aos loriguenses como sempre fizeram: Ao contrário do que dizem, a alteração pode ser feita, deve ser feita e será feita assim que o Zeca Maria sair da Junta de Freguesia, e o Brasão das Espigas e do Carreto é lixo tal como o Brasão de Vale da Cruz, porque ambos os brasões envergonham Loriga, os loriguenses e a autarquia, e esta vila merece melhor!!!!

* PDF. História do Brasão de Loriga. Quem sempre disse que o "brasão" usado formalmente pela autarquia é ilegal e arranjou alternativas, tanto naturais de Loriga como da Comissão de Heráldica, são alvos dos capangas e lacaios do Zeca Maria que dizem que são inimigos de Loriga, que são odiados pelos loriguenses, que não são bem-vindos na vila e insultam-nos e caluniam-nos, inclusive em comentários deixados na internet. Quando já não podiam esconder a verdade arranjaram esta anedota que ridiculariza Loriga e que por isso foi chumbada por quem defende a imagem desta vila (os tais inimigos)! Finalmente, depois da merda feita e de terem levado nas longas orelhas, passaram a dizer que a heráldica não faz falta nenhuma nem cria empregos na vila, aliás sempre acharam que qualquer merda serve para brasão de Loriga! Loriga é a Estrela de Ouro da Serra da Estrela, recordada e afirmada pela estrela exibida no brasão desta vila. As couraças usadas pelos romanos chamavam-se Lorica, e do latim derivou Loriga que tem o mesmo significado. Os loriguenses orgulham-se do nome e por isso o brasão tem uma Loriga. O TOSCO autarca Zeca Maria tem vergonha do nome e procurou envolver o pároco e as instituições religiosas da paróquia para fazer crer que os loriguenses de fé também têm vergonha do nome da vila. Por isso em 2002 quis substituir a Loriga por uma cruz e eliminar as rodas hidráulicas, e em 2018 quis eliminar a Loriga, a estrela e as rodas hidráulicas, alterações detestadas pelos loriguenses e condenadas ao lixo. Foi em Dezembro de 2002 que o Zeca Maria fez o primeiro atentado contra a imagem de Loriga ao fazer aprovar o famigerado Brasão de Vale da Cruz. Os capangas e lacaios do Zeca Maria sempre usaram o insulto, a calúnia, a desinformação e outros meios nada recomendáveis. Tal como aconteceu em 2002 os capangas e lacaios do Zeca Maria devalorizam a merda que o seu dono e mentor fez em 2018, e já andam outra vez a dizer que o brasão não tem importância nenhuma para Loriga. Como são mestres da desinformação e da mentira tentaram responsabilizar a Comissão de Heráldica pela merda feita pelo Zeca Maria e dizem que o brasão está escolhido, não há nada a fazer e os loriguenses têm que se habituar a gostar do brasão das Espigas e do Carreto tal como tinham que se habituar ao brasão de Vale da Cruz. É mentira, o brasão do Zeca Maria pode ser alterado e vai ser alterado, porque os loriguenses não gostam do brasão que não honra esta vila nem a autarquia!!!!! Os loriguenses que gostam verdadeiramente da sua terra valorizam a história, a identidade e a imagem de Loriga e querem que a sua terra tenha um brasão legal mas que também seja bonito e representativo. Onde estavam e estão os defensores da ilegal ilustração, que nunca foi nem podia ser brasão, quando o Zeca Maria arranjou os brasões de Vale da Cruz em 2002 e das Espigas e do Carreto em 2018???! Prejudicaram a imagem de Loriga ao defenderem a ilegal aberração heráldica e dizem fazê-lo por gostarem a sua terra mas não se importam que esse pseudobrasão seja substituído por um brasão de Vale da Cruz ou por um brasão das Espigas e do Carreto???! Onde está o seu amor a Loriga???! Estes "loriguenses" capangas e lacaios do Zeca Maria estão cagando para Loriga e até defendem um brasão com um cagalhão se for desenhado por um amigo!!! Os capangas e lacaios do Zeca Maria sempre usaram o insulto, a calúnia, a desinformação e outros meios nada recomendáveis. Para eles quem não apoia o seu dono e mentor Zeca Maria é inimigo de Loriga é odiado pelos loriguenses e não é bem-vindo aqui, só faltando colocarem barreiras para controlarem quem entra. Tal como em 2002 em 2018 o seu dono e mentor Zeca Maria fez merda outra vez e como em ambos os casos a esmagadora maioria dos loriguenses não gostou do resultado, como aconteceu em 2002 os capangas e lacaios do Zeca Maria desvalorizam novamente a merda que o seu dono e mentor fez em 2018 e já andam outra vez a dizer que o brasão não tem importância nenhuma para Loriga. Nada de novo porque eles sempre cagaram para o assunto e por isso acham que qualquer merda serve para Loriga e os loriguenses têm que aceitar ainda que não gostem. Loriga é a Estrela de Ouro da Serra da Estrela, recordada e afirmada pela estrela exibida no brasão desta vila. As couraças usadas pelos romanos chamavam-se Lorica, e do latim derivou Loriga que tem o mesmo significado. Os loriguenses orgulham-se do nome e por isso o brasão tem uma Loriga. O TOSCO autarca Zeca Maria tem vergonha do nome e procurou envolver o pároco e as instituições religiosas da paróquia para fazer crer que os loriguenses de fé também têm vergonha do nome da vila. Por isso em 2002 quis substituir a Loriga por uma cruz e eliminar as rodas hidráulicas, e em 2018 quis eliminar a Loriga, a estrela e as rodas hidráulicas, alterações detestadas pelos loriguenses e condenadas ao lixo. Foi em Dezembro de 2002 que o Zeca Maria fez o primeiro atentado contra a imagem de Loriga ao fazer aprovar o famigerado Brasão de Vale da Cruz. Os loriguenses não gostam do brasão das Espigas e do Carreto que o TOSCO autarca Zeca Maria arranjou em 2018, tal como não gostaram do brasão de Vale da Cruz que ele arranjou em 2002! Comprovando o seu grande caráter e que não está obsecado pelos brasões que desenhou, António Conde propôs esta simples alteração, uma estrela de ouro que tornaria o brasão de 2018 minimamente aceitável, mais bonito e mais representativo, e só os capangas do Zeca Maria não concordam com ele. A alteração foi rejeitada porque foi o historiador António Conde que a propôs, ficando mais uma vez provado, tal como ficou em 2002, que o Zeca Maria despreza a imagem desta vila e que as suas motivações mesquinhas pessoais são mais importantes que os interesses de Loriga! O Zeca Maria, criou a vergonhosa questão da heráldica e está decidido a mantê-la!! Os capangas e lacaios do Zeca Maria confirmaram que estão cagando para Loriga ao dizerem e deixando mensagens no Facebook, referindo-se a António Conde, dizendo que este grande Loriguense devia calar-se porque perdeu. 1º - António Conde não perdeu, pelo contrário ganhou porque foi decisivo para impedir que o Zeca Maria arrasasse ainda mais a imagem de Loriga em 2002 e em 2018, com a vergonhosa heráldica. 2º - Ganhou porque desmascarou estes pseudoloriguenses que intoxicaram a opinião pública contra ele e afirmaram sempre que a ilegal aberração heráldica usada formalmente pela autarquia é o brasão legal e oficial de Loriga. 3º - Ganhou porque ficou provado que tem razão e que coloca Loriga acima de tudo, ao contrário do que faz o Zeca Maria. 4º - Ganhou porque ficou provado que o Zeca Maria fez merda em 2002 e em 2018. Os pseudoloriguenses desonestos, mentirosos, marginais e mesquinhos há décadas que arrastam na lama a imagem de Loriga e a imagem dos loriguenses, e continuam determinados a fazê-lo!! Mentirosamente dizem, entre outras coisas, que a ilustração usada formalmente pela Junta de Freguesia é o brasão legal e oficial de Loriga e têm empreendido uma luta suja e criminosa contra quem os desmascarou. Aliás, para eles qualquer merda serve para brasão de Loriga!! Os mesmos mentirosos dizem novamente, tal como disseram em relação ao primeiro, que o segundo brasão do Zeca Maria não pode ser alterado e que os loriguenses têm que o aceitar ainda que não gostem. É mentira, pode e vai ser alterado porque, tal como o primeiro, o segundo brasão do Zeca Maria envergonha esta vila, e só escapará do lixo se levar a estrela de ouro sugerida pelo historiador António Conde. Os pseudoloriguenses desonestos, mentirosos, marginais e mesquinhos há dezenas de anos que arrastam na lama a imagem de Loriga e a imagem dos loriguenses, e continuam determinados a fazê-lo!! Mentirosamente dizem, entre outras coisas, que a ilustração usada formalmente pela Junta de Freguesia é o brasão legal e oficial de Loriga e têm empreendido uma luta suja e criminosa contra quem os desmascarou. Aliás, para eles qualquer merda serve para brasão de Loriga, e por isso o primeiro brasão do Zeca Maria foi para o lixo. Os mesmos mentirosos dizem novamente, tal como disseram em relação ao primeiro, que o segundo brasão do Zeca Maria não pode ser alterado e que os loriguenses têm que o aceitar ainda que não gostem. É mentira, e a única forma de o segundo brasão do Zeca Maria escapar do lixo é levar a estrela de ouro sugerida pelo historiador António Conde. Os pseudoloriguenses desonestos, mentirosos e marginais têm vergonha do nome da sua terra e há décadas que arrastam na lama a imagem de Loriga e a imagem dos loriguenses, e continuam determinados a fazê-lo!! Mentirosamente dizem, entre outras coisas, que a ilustração usada formalmente pela Junta de Freguesia é o brasão legal e oficial de Loriga e têm empreendido uma luta suja e criminosa contra quem os desmascarou. Aliás, para eles qualquer merda serve para brasão de Loriga!! Os mesmos mentirosos dizem novamente que o segundo brasão do Zeca Maria não pode ser alterado e que os loriguenses têm que o aceitar ainda que não gostem. É mentira, pode e vai ser alterado porque, tal como o primeiro, o segundo brasão do Zeca Maria envergonha esta vila, e só escaparia do lixo se levasse a estrela de ouro sugerida pelo historiador António Conde. Tanta cagança do Augusto Moura Brito Doutor de Albarda, tanta sabedoria fingida, tanta exibição em feiras de vaidades, tanto tempo literalmente desperdiçado numa qualquer instituição de ensino superior que envergonha, e o resultado é: umas Espigas e um Carreto!! Desprezam, maltratam, menorizam, subestimam e ignoram a rica história e a rica identidade histórica e cultural de Loriga, cujo nome os envergonha, e o resultado é: o Brasão de Vale da Cruz de 2002 e o Brasão das Espigas e do Carreto de 2018, indignos de Loriga e odiados pelos loriguenses!!! Legalizada ou não para eles qualquer merda serve para brasão de Loriga!! Desiludam-se os que sempre colocaram as motivações mesquinhas pessoais acima da imagem e dos interesses de Loriga e que, já pensando em facto consumado, mentem aos loriguenses como sempre fizeram: A alteração pode ser feita, deve ser feita e será feita, e o Brasão das Espigas e do Carreto é lixo tal como o Brasão de Vale da Cruz!!


* Brasão de Loriga. História do Brasão de Loriga. Página da Vila de Vale da Cruz. - Quem sempre disse que o "brasão" usado formalmente pela autarquia é ilegal e arranjou alternativas era e é inimigo da vila, tanto naturais de Loriga como a Comissão de Heráldica da AAP, e os capangas e lacaios do Zeca Maria trataram de insultar e caluniar, inclusive em comentários deixados na internet, e continuam a fazê-lo. Quando já não podiam esconder a verdade arranjaram o brasão anedótico de Vale da Cruz que nada tem a ver com Loriga e que por isso foi chumbado por quem defende a imagem desta vila (os tais inimigos)! Finalmente, depois da merda feita em 2002 e em 2018 e de terem levado nas longas orelhas, passaram a dizer que a heráldica não faz falta nenhuma nem cria empregos na vila, qualquer merda serve para brasão de Loriga e a autarquia local até pode cagar para as leis e para a imagem de Loriga!! Os capangas e lacaios do Zeca Maria sempre usaram o insulto, a calúnia, a desinformação e outros meios nada recomendáveis. Para eles quem não apoia o seu dono e mentor Zeca Maria é inimigo de Loriga, é odiado pelos loriguenses e não é bem-vindo em Loriga, só faltando colocarem barreiras para controlarem quem entra. Tal como em 2002, em 2018 o seu dono e mentor Zeca Maria fez merda outra vez e como em ambos os casos a esmagadora maioria dos loriguenses não gostou do resultado, como aconteceu em 2002 os capangas e lacaios do Zeca Maria devalorizam novamente a merda que o seu dono e mentor fez em 2018, e já andam outra vez a dizer que o brasão não tem importância nenhuma para Loriga. Nada de novo porque eles sempre cagaram para o assunto e por isso acham que qualquer merda serve para Loriga e os loriguenses têm que aceitar ainda que não gostem. Os capangas e lacaios do Zeca Maria sempre usaram o insulto, a calúnia, a desinformação e outros meios nada recomendáveis. Tal como aconteceu em 2002 os capangas e lacaios do Zeca Maria devalorizam a merda que o seu dono e mentor fez em 2018, e já andam outra vez a dizer que o brasão não tem importância nenhuma para Loriga. Como são mestres da desinformação e da mentira tentaram responsabilizar a Comissão de Heráldica pela merda feita pelo Zeca Maria e dizem que o brasão está escolhido, não há nada a fazer e os loriguenses têm que se habituar a gostar do brasão das Espigas e do Carreto tal como tinham que se habituar ao brasão de Vale da Cruz. É mentira, o brasão do Zeca Maria pode ser alterado e vai ser alterado, porque os loriguenses não se identificam com o brasão e principalmente porque não honra esta vila nem a autarquia!!!!! Tanta cagança, tanta sabedoria fingida, tanta exibição em feiras de vaidades, tanto tempo literalmente desperdiçado numa qualquer instituição de ensino superior que envergonha, e o resultado é: Espigas e um Carreto!! Desprezam, maltratam, menorizam, subestimam e ignoram a rica história e a rica identidade histórica e cultural de Loriga, cujo nome os envergonha, e o resultado é: Brasão de Vale da Cruz de 2002 e Brasão das Espigas e do Carreto de 2018, indignos de Loriga e odiados pela esmagadora maioria dos loriguenses!! Desafiamos o Zeca Maria a fazer um referendo!! Desiludam-se os que colocam as motivações mesquinhas pessoais acima da imagem e dos interesses de Loriga e já pensam em facto consumado: A alteração pode ser feita e será feita, e o Brasão das Espigas e do Carreto é lixo tal como o Brasão de Vale da Cruz!! Os capangas e lacaios do Zeca Maria confirmaram que estão cagando para Loriga ao deixarem mensagens no Facebook referindo-se ao grande Loriguense António Conde, dizendo que ele devia calar-se porque perdeu. 1º - António Conde não perdeu, pelo contrário ganhou porque foi decisivo para impedir que o brasão de Vale da Cruz se tornasse o brasão de Loriga, impedindo que o Zeca Maria arrasasse ainda mais a imagem desta vila. 2º - António Conde ganhou porque desmascarou estes pseudoloriguenses que intoxicaram a opinião pública contra ele e afirmaram sempre que a ilegal aberração heráldica é o brasão legal e oficial de Loriga. 3º - António Conde ganhou porque ficou demonstrado que sempre teve e continua a ter razão e que coloca Loriga acima de tudo, ao contrário do que acontece com o Zeca Maria e os seus capangas e lacaios. 4º - António Conde ganhou porque ficou demonstrado que o Zeca Maria fez merda em 2018 tal como fez em 2002, e a esmagadora maioria dos loriguenses concorda com ele. Os loriguenses não gostam do brasão das Espigas e do Carreto que o Zeca Maria arranjou em 2018, tal como não gostaram do brasão de Vale da Cruz que ele arranjou em 2002! Comprovando o seu grande caráter, António Conde propôs acrescentar uma estrela de ouro ao brasão de 2018 e esta simples alteração que tornaria o brasão de 2018 minimamente aceitável, mais bonito e mais representativo, e a esmagadora maioria dos loriguenses concorda com ele. A alteração foi rejeitada porque foi o António Conde que a propôs, ficando mais uma vez provado, tal como ficou provado em 2002, que o Zeca Maria despreza completamente a imagem desta vila e que, as suas motivações mesquinhas pessoais são mais importantes que os interesses de Loriga! O Zeca Maria, criador desta vergonhosa questão da heráldica, que tem prejudicado Loriga, foi desafiado a fazer um referendo para que todos os loriguenses se pronunciem sobre o assunto!! O Centro Paroquial de Loriga há muitos anos que presta relevantes serviços á comunidade loriguense e á paróquia. A bela e histórica vila de Loriga Portugal está próxima do ponto mais alto no coração da serra na qual e da qual é uma estrela, e também por esses motivos o seu brasão tem uma estrela de ouro. Loriga é uma vila industrial desde o século XIX e por isso o seu brasão tem duas rodas hidráulicas, porque eram estas rodas que moviam as primeiras fábricas. O plurimilenar nome desta vila significa couraça e deriva do latim Lorica, que tem exatamente o mesmo significado. Ao contrário do que alguns fariseus querem fazer crer os loriguenses católicos de fé não têm vergonha por Loriga ser nome de couraça, pelo contrário têm orgulho do nome da sua terra e por isso querem ver a Loriga como a peça principal do brasão da vila.. Os loriguenses que gostam verdadeiramente da sua terra valorizam a história, a identidade e a imagem de Loriga e querem que a sua terra tenha um brasão legal mas que também seja bonito e representativo. A propósito onde estavam e estão os defensores da ilegal ilustração, que nunca foi nem podia ser brasão, quando o Zeca Maria arranjou os brasões de Vale da Cruz em 2002 e das Espigas e do Carreto em 2018???! Prejudicaram a imagem de Loriga ao defenderem a ilegal aberração heráldica e dizem fazê-lo por gostarem a sua terra mas não se importam que esse pseudobrasão seja substituído por um brasão de Vale da Cruz ou por um brasão das Espigas e do Carreto???! Onde está o seu amor a Loriga???! A esmagadora maioria dos loriguenses odeia os dois brasões arranjados pelo Zeca Maria, e se os seus capangas e lacaios têm dúvidas dúvidas façam um referendo!!! Os pseudoloriguenses desonestos, mentirosos e marginais têm vergonha do nome da sua terra e há décadas que arrastam na lama a imagem de Loriga e a imagem dos loriguenses, e continuam determinados a fazê-lo!! Mentirosamente dizem, entre outras coisas, que a ilustração usada formalmente pela Junta de Freguesia é o brasão legal e oficial de Loriga e têm empreendido uma luta suja e criminosa contra quem os desmascarou. Aliás, para eles qualquer merda serve para brasão de Loriga!! Os mesmos mentirosos dizem novamente que o segundo brasão do Zeca Maria não pode ser alterado e que os loriguenses têm que o aceitar ainda que não gostem. É mentira, pode e vai ser alterado porque, tal como o primeiro, o segundo brasão do Zeca Maria envergonha esta vila, e só escaparia do lixo se levasse a estrela de ouro sugerida pelo historiador António Conde. Tanta cagança do Augusto Moura Brito Doutor de Albarda, tanta sabedoria fingida, tanta exibição em feiras de vaidades, tanto tempo literalmente desperdiçado numa qualquer instituição de ensino superior que envergonha, e o resultado é: umas Espigas e um Carreto!! Desprezam, maltratam, menorizam, subestimam e ignoram a rica história e a rica identidade histórica e cultural de Loriga, cujo nome os envergonha, e o resultado é: o Brasão de Vale da Cruz de 2002 e o Brasão das Espigas e do Carreto de 2018, indignos de Loriga e odiados pelos loriguenses!!! Legalizada ou não para eles qualquer merda serve para brasão de Loriga!! Desiludam-se os que sempre colocaram as motivações mesquinhas pessoais acima da imagem e dos interesses de Loriga e que, já pensando em facto consumado, mentem aos loriguenses como sempre fizeram: A alteração pode ser feita, deve ser feita e será feita, e o Brasão das Espigas e do Carreto é lixo tal como o Brasão de Vale da Cruz!!

* PDF História do Brasão de Loriga. Os loriguenses não gostam do brasão do Doutor de Albarda que o TOSCO autarca Zeca Maria arranjou em 2018, tal como não gostaram do brasão de Vale da Cruz que ele arranjou em 2002, sempre com a cumplicidade do Brito Doutor de Albarda! Comprovando o seu grande caráter e que não está obsecado pelos brasões que desenhou e propôs, e que têm aprovação garantida pela Comissão de Heráldica da AAP, o historiador António Conde propôs esta simples alteração, uma estrela de ouro que tornaria o brasão de 2018 minimamente aceitável, mais bonito e mais representativo, e todos os loriguenses concordam com ele excluíndo o Zeca Maria e os seus capangas e lacaios. A alteração foi rejeitada porque foi o historiador António Conde que a propôs, ficando mais uma vez provado, tal como ficou em 2002, que o Zeca Maria e os seus capangas e lacaios desprezam a imagem desta vila e que as suas motivações mesquinhas pessoais são mais importantes que os interesses de Loriga! O Zeca Maria e os seus capangas e lacaios criaram a vergonhosa questão da heráldica e estão decididos a mantê-la e a continuar a prejudicar a imagem de Loriga!! Para eles, legalizada ou não, qualquer merda serve para brasão de Loriga, aliás há décadas que têm andado inutilmente a tentar impor a ilegal aberração heráldica usada formalmente pela Junta de Freguesia de Loriga como se fosse o brasão legal e oficial da vila, e para os capangas e lacaios do Zeca Maria quem diz que essa ilustração nada vale como brasão é inimigo de Loriga, é odiado pelos loriguenses, não é bem-vindo aqui na vila, e os mesmos capangas e lacaios insultam-nos e caluniam-nos, inclusive em comentários na internet. Os capangas e lacaios do Zeca Maria confirmaram que estão cagando para Loriga ao dizerem e deixando mensagens por aí, referindo-se ao historiador António Conde, dizendo que este grande Loriguense devia calar-se porque perdeu. 1º - António Conde não perdeu, pelo contrário ganhou porque foi decisivo para impedir que o Zeca Maria arrasasse ainda mais a imagem de Loriga em 2002 e em 2018, com a vergonhosa heráldica que arranjou. 2º - António Conde ganhou porque desmascarou estes pseudoloriguenses que intoxicaram a opinião pública contra ele e afirmaram sempre que a ilegal aberração heráldica usada formalmente pela autarquia é o brasão legal e oficial de Loriga, e chamaram tudo e mais alguma coisa a este grande Loriguense por ele dizer a verdade. 3º - António Conde ganhou porque ficou provado que ele tem razão e que coloca Loriga acima de tudo, ao contrário do que fazem o Zeca Maria e os seus capangas e lacaios. 4º - António Conde ganhou porque ficou provado que o Zeca Maria fez merda em 2002 e em 2018, prejudicando a imagem e os interesses de Loriga. Estes TOSCOS incultos fariseus ignorantes têm vergonha do nome da terra onde infelizmente nasceram e que são incapazes de honrar, tal como também têm vergonha da história desta vila e da sua localização, e por isso acham vergonhoso que o brasão tenha uma Loriga e uma estrela!! Quem sempre disse que o "brasão" usado formalmente pela autarquia é ilegal e arranjou alternativas, tanto naturais de Loriga como da Comissão de Heráldica, são alvos dos capangas e lacaios do Zeca Maria que dizem que são inimigos de Loriga, que são odiados pelos loriguenses, que não são bem-vindos na vila e insultam-nos e caluniam-nos, inclusive em comentários deixados na internet. Quando já não podiam esconder a verdade arranjaram esta anedota que ridiculariza Loriga e que por isso foi chumbada por quem defende a imagem desta vila (os tais inimigos)! Finalmente, depois da merda feita e de terem levado nas longas orelhas, passaram a dizer que a heráldica não faz falta nenhuma nem cria empregos na vila, aliás sempre acharam que qualquer merda serve para brasão de Loriga! Loriga é a Estrela de Ouro da Serra da Estrela, recordada e afirmada pela estrela exibida no brasão desta vila. As couraças usadas pelos romanos chamavam-se Lorica, e do latim derivou Loriga que tem o mesmo significado. Os loriguenses orgulham-se do nome e por isso o brasão tem uma Loriga. O TOSCO autarca Zeca Maria tem vergonha do nome e procurou envolver o pároco e as instituições religiosas da paróquia para fazer crer que os loriguenses de fé também têm vergonha do nome da vila. Por isso em 2002 quis substituir a Loriga por uma cruz e eliminar as rodas hidráulicas, e em 2018 quis eliminar a Loriga, a estrela e as rodas hidráulicas, alterações detestadas pelos loriguenses e condenadas ao lixo. Foi em Dezembro de 2002 que o Zeca Maria fez o primeiro atentado contra a imagem de Loriga ao fazer aprovar o famigerado Brasão de Vale da Cruz. Os capangas e lacaios do Zeca Maria sempre usaram o insulto, a calúnia, a desinformação e outros meios nada recomendáveis. Tal como aconteceu em 2002 os capangas e lacaios do Zeca Maria devalorizam a merda que o seu dono e mentor fez em 2018, e já andam outra vez a dizer que o brasão não tem importância nenhuma para Loriga. Como são mestres da desinformação e da mentira tentaram responsabilizar a Comissão de Heráldica pela merda feita pelo Zeca Maria e dizem que o brasão está escolhido, não há nada a fazer e os loriguenses têm que se habituar a gostar do brasão das Espigas e do Carreto tal como tinham que se habituar ao brasão de Vale da Cruz. É mentira, o brasão do Zeca Maria pode ser alterado e vai ser alterado, porque os loriguenses não gostam do brasão que não honra esta vila nem a autarquia!!!!! Os loriguenses que gostam verdadeiramente da sua terra valorizam a história, a identidade e a imagem de Loriga e querem que a sua terra tenha um brasão legal mas que também seja bonito e representativo. Onde estavam e estão os defensores da ilegal ilustração, que nunca foi nem podia ser brasão, quando o Zeca Maria arranjou os brasões de Vale da Cruz em 2002 e das Espigas e do Carreto em 2018???! Prejudicaram a imagem de Loriga ao defenderem a ilegal aberração heráldica e dizem fazê-lo por gostarem a sua terra mas não se importam que esse pseudobrasão seja substituído por um brasão de Vale da Cruz ou por um brasão das Espigas e do Carreto???! Onde está o seu amor a Loriga???! Estes "loriguenses" capangas e lacaios do Zeca Maria estão cagando para Loriga e até defendem um brasão com um cagalhão se for desenhado por um amigo!!! Os capangas e lacaios do Zeca Maria sempre usaram o insulto, a calúnia, a desinformação e outros meios nada recomendáveis. Para eles quem não apoia o seu dono e mentor Zeca Maria é inimigo de Loriga é odiado pelos loriguenses e não é bem-vindo aqui, só faltando colocarem barreiras para controlarem quem entra. Tal como em 2002 em 2018 o seu dono e mentor Zeca Maria fez merda outra vez e como em ambos os casos a esmagadora maioria dos loriguenses não gostou do resultado, como aconteceu em 2002 os capangas e lacaios do Zeca Maria desvalorizam novamente a merda que o seu dono e mentor fez em 2018 e já andam outra vez a dizer que o brasão não tem importância nenhuma para Loriga. Nada de novo porque eles sempre cagaram para o assunto e por isso acham que qualquer merda serve para Loriga e os loriguenses têm que aceitar ainda que não gostem. Loriga é a Estrela de Ouro da Serra da Estrela, recordada e afirmada pela estrela exibida no brasão desta vila. As couraças usadas pelos romanos chamavam-se Lorica, e do latim derivou Loriga que tem o mesmo significado. Os loriguenses orgulham-se do nome e por isso o brasão tem uma Loriga. O TOSCO autarca Zeca Maria tem vergonha do nome e procurou envolver o pároco e as instituições religiosas da paróquia para fazer crer que os loriguenses de fé também têm vergonha do nome da vila. Por isso em 2002 quis substituir a Loriga por uma cruz e eliminar as rodas hidráulicas, e em 2018 quis eliminar a Loriga, a estrela e as rodas hidráulicas, alterações detestadas pelos loriguenses e condenadas ao lixo. Foi em Dezembro de 2002 que o Zeca Maria fez o primeiro atentado contra a imagem de Loriga ao fazer aprovar o famigerado Brasão de Vale da Cruz. Os loriguenses não gostam do brasão das Espigas e do Carreto que o TOSCO autarca Zeca Maria arranjou em 2018, tal como não gostaram do brasão de Vale da Cruz que ele arranjou em 2002! Comprovando o seu grande caráter e que não está obsecado pelos brasões que desenhou, António Conde propôs esta simples alteração, uma estrela de ouro que tornaria o brasão de 2018 minimamente aceitável, mais bonito e mais representativo, e só os capangas do Zeca Maria não concordam com ele. A alteração foi rejeitada porque foi o historiador António Conde que a propôs, ficando mais uma vez provado, tal como ficou em 2002, que o Zeca Maria despreza a imagem desta vila e que as suas motivações mesquinhas pessoais são mais importantes que os interesses de Loriga! O Zeca Maria, criou a vergonhosa questão da heráldica e está decidido a mantê-la!! Os capangas e lacaios do Zeca Maria confirmaram que estão cagando para Loriga ao dizerem e deixando mensagens no Facebook, referindo-se a António Conde, dizendo que este grande Loriguense devia calar-se porque perdeu. 1º - António Conde não perdeu, pelo contrário ganhou porque foi decisivo para impedir que o Zeca Maria arrasasse ainda mais a imagem de Loriga em 2002 e em 2018, com a vergonhosa heráldica. 2º - Ganhou porque desmascarou estes pseudoloriguenses que intoxicaram a opinião pública contra ele e afirmaram sempre que a ilegal aberração heráldica usada formalmente pela autarquia é o brasão legal e oficial de Loriga. 3º - Ganhou porque ficou provado que tem razão e que coloca Loriga acima de tudo, ao contrário do que faz o Zeca Maria. 4º - Ganhou porque ficou provado que o Zeca Maria fez merda em 2002 e em 2018. Os pseudoloriguenses desonestos, mentirosos, marginais e mesquinhos há décadas que arrastam na lama a imagem de Loriga e a imagem dos loriguenses, e continuam determinados a fazê-lo!! Mentirosamente dizem, entre outras coisas, que a ilustração usada formalmente pela Junta de Freguesia é o brasão legal e oficial de Loriga e têm empreendido uma luta suja e criminosa contra quem os desmascarou. Aliás, para eles qualquer merda serve para brasão de Loriga!! Os mesmos mentirosos dizem novamente, tal como disseram em relação ao primeiro, que o segundo brasão do Zeca Maria não pode ser alterado e que os loriguenses têm que o aceitar ainda que não gostem. É mentira, pode e vai ser alterado porque, tal como o primeiro, o segundo brasão do Zeca Maria envergonha esta vila, e só escapará do lixo se levar a estrela de ouro sugerida pelo historiador António Conde. Os pseudoloriguenses desonestos, mentirosos, marginais e mesquinhos há dezenas de anos que arrastam na lama a imagem de Loriga e a imagem dos loriguenses, e continuam determinados a fazê-lo!! Mentirosamente dizem, entre outras coisas, que a ilustração usada formalmente pela Junta de Freguesia é o brasão legal e oficial de Loriga e têm empreendido uma luta suja e criminosa contra quem os desmascarou. Aliás, para eles qualquer merda serve para brasão de Loriga, e por isso o primeiro brasão do Zeca Maria foi para o lixo. Os mesmos mentirosos dizem novamente, tal como disseram em relação ao primeiro, que o segundo brasão do Zeca Maria não pode ser alterado e que os loriguenses têm que o aceitar ainda que não gostem. É mentira, e a única forma de o segundo brasão do Zeca Maria escapar do lixo é levar a estrela de ouro sugerida pelo historiador António Conde. Os pseudoloriguenses desonestos, mentirosos e marginais têm vergonha do nome da sua terra e há décadas que arrastam na lama a imagem de Loriga e a imagem dos loriguenses, e continuam determinados a fazê-lo!! Mentirosamente dizem, entre outras coisas, que a ilustração usada formalmente pela Junta de Freguesia é o brasão legal e oficial de Loriga e têm empreendido uma luta suja e criminosa contra quem os desmascarou. Aliás, para eles qualquer merda serve para brasão de Loriga!! Os mesmos mentirosos dizem novamente que o segundo brasão do Zeca Maria não pode ser alterado e que os loriguenses têm que o aceitar ainda que não gostem. É mentira, pode e vai ser alterado porque, tal como o primeiro, o segundo brasão do Zeca Maria envergonha esta vila, e só escaparia do lixo se levasse a estrela de ouro sugerida pelo historiador António Conde. Tanta cagança do Augusto Moura Brito Doutor de Albarda, tanta sabedoria fingida, tanta exibição em feiras de vaidades, tanto tempo literalmente desperdiçado numa qualquer instituição de ensino superior que envergonha, e o resultado é: umas Espigas e um Carreto!! Desprezam, maltratam, menorizam, subestimam e ignoram a rica história e a rica identidade histórica e cultural de Loriga, cujo nome os envergonha, e o resultado é: o Brasão de Vale da Cruz de 2002 e o Brasão das Espigas e do Carreto de 2018, indignos de Loriga e odiados pelos loriguenses!!! Legalizada ou não para eles qualquer merda serve para brasão de Loriga!! Desiludam-se os que sempre colocaram as motivações mesquinhas pessoais acima da imagem e dos interesses de Loriga e que, já pensando em facto consumado, mentem aos loriguenses como sempre fizeram: A alteração pode ser feita, deve ser feita e será feita, e o Brasão das Espigas e do Carreto é lixo tal como o Brasão de Vale da Cruz!!

* PDF. História do Brasão de Loriga - Alguns apontamentos sobre esta saga que envergonha Loriga

* PDF. História do Brasão de Loriga - Augusto Moura Brito, Doutor de Albarda - O Augusto Moura Brito Doutor de Albarda publicou uma versão falsa, omissa, tendenciosa e manipuladora da história do brasão de Loriga. Está confirmado e sem surpresa que, além de pseudohistoriador, o Augusto Moura Brito Doutor de Albarda é também hipócrita, cínico e mentiroso. Mente descaradamente e tenta fazer manipulação politica, o Augusto Moura Brito Doutor de Albarda omite propositadamente o anedótico brasão de Vale da Cruz e a merda que o seu amigo Zeca Maria fez em relação ao processo do brasão de Loriga, antes e até 2002 e em 2018, e como prejudicou a imagem de Loriga!! O Augusto Moura Brito Doutor de Albarda, ao contrário do que ele diz, contribuíu para a manutenção e inútil imposição da ilegal aberração heráldica, foi cúmplice e nada fez para impedir a merda de 2002 e contribuiu para a merda de 2018, portanto ajudou a prejudicar a imagem de Loriga!! Interviu tardiamente no processo para ajudar o seu amigo Zeca Maria, e sem surpresa fez merda!!!!! Tanta cagança do Augusto Moura Brito Doutor de Albarda, tanta sabedoria fingida, tanta exibição em feiras de vaidades, tanto tempo literalmente desperdiçado numa qualquer instituição de ensino superior que envergonha, e o resultado é: umas Espigas e um Carreto!! Desprezam, maltratam, menorizam, subestimam e ignoram a rica história e a rica identidade histórica e cultural de Loriga, cujo nome os envergonha, e o resultado é: o Brasão de Vale da Cruz de 2002 e o Brasão das Espigas e do Carreto de 2018, indignos de Loriga e odiados pelos loriguenses!!! Legalizada ou não acham que qualquer merda serve para brasão de Loriga. Desiludam-se os que sempre colocaram as motivações mesquinhas pessoais acima da imagem e dos interesses de Loriga e que, já pensando em facto consumado, mentem aos loriguenses como sempre fizeram: A alteração pode ser feita, deve ser feita e será feita, e o Brasão das Espigas e do Carreto é lixo tal como o Brasão de Vale da Cruz!! 

* PDF. História do Brasão de Loriga - Augusto Moura Brito, Doutor de Albarda  - O Augusto Moura Brito Doutor de Albarda publicou uma versão falsa, omissa, tendenciosa e manipuladora da história do brasão de Loriga. Está confirmado e sem surpresa que, além de pseudohistoriador, o Augusto Moura Brito Doutor de Albarda é também hipócrita, cínico e mentiroso. Mente descaradamente e tenta fazer manipulação politica, o Augusto Moura Brito Doutor de Albarda omite propositadamente o anedótico brasão de Vale da Cruz e a merda que o seu amigo Zeca Maria fez em relação ao processo do brasão de Loriga, antes e até 2002 e em 2018, e como prejudicou a imagem de Loriga!! O Augusto Moura Brito Doutor de Albarda, ao contrário do que ele diz, contribuíu para a manutenção e inútil imposição da ilegal aberração heráldica, foi cúmplice e nada fez para impedir a merda de 2002 e contribuiu para a merda de 2018, portanto ajudou a prejudicar a imagem de Loriga!! Interviu tardiamente no processo para ajudar o seu amigo Zeca Maria, e sem surpresa fez merda!!!!! Tanta cagança do Augusto Moura Brito Doutor de Albarda, tanta sabedoria fingida, tanta exibição em feiras de vaidades, tanto tempo literalmente desperdiçado numa qualquer instituição de ensino superior que envergonha, e o resultado é: umas Espigas e um Carreto!! Desprezam, maltratam, menorizam, subestimam e ignoram a rica história e a rica identidade histórica e cultural de Loriga, cujo nome os envergonha, e o resultado é: o Brasão de Vale da Cruz de 2002 e o Brasão das Espigas e do Carreto de 2018, indignos de Loriga e odiados pelos loriguenses!!! Legalizada ou não acham que qualquer merda serve para brasão de Loriga. Desiludam-se os que sempre colocaram as motivações mesquinhas pessoais acima da imagem e dos interesses de Loriga e que, já pensando em facto consumado, mentem aos loriguenses como sempre fizeram: A alteração pode ser feita, deve ser feita e será feita, e o Brasão das Espigas e do Carreto é lixo tal como o Brasão de Vale da Cruz!! 

* PDF. É preciso denunciar todos os que prejudicam a vila de Loriga e a imagem dos loriguenses

* PDF. É preciso denunciar todos os que prejudicam Loriga e a imagem dos loriguenses

* PDF. Adelino Pina, Adelino Manuel Martins de Pina, mais conhecido por Fariseu Alemão, faz parte da escumalha invejosa loriguense, que tem prejudicado a imagem desta vila e de quem nela nasceu. Nunca fez nada de relevante por Loriga nem tem qualquer relevância e empresta o nome a um site que nem sequer criou apesar das facilidades de alojamento e construção, é que o Tosco Fariseu Alemão Adelino Pina ignorante tem escassos conhecimentos de informática, e essa ignorância contribuiu para ser desmascarado. Sem caráter, camaleão, catavento, invejoso e mentiroso, procura agradar sempre a Deus e ao Diabo, está literalmente cagando para a sua terra e o seu único objetivo sempre foi a promoção pessoal. Insulta e calunia os alvos da sua inveja, Loriguenses que têm mais caráter e capacidades do que ele e que ao contrário dele fizeram muito por Loriga. Adelino Pina, Adelino Manuel Martins de Pina, mais conhecido por Fariseu Alemão, faz parte da escumalha invejosa loriguense, que tem prejudicado a imagem de Loriga. Nunca fez nada de relevante por Loriga e, entre outras coisas que entram nos foros criminal e das patologias psiquiátricas, tem feito uma guerra suja para defender uma ilegal ilustração que nunca foi nem pode ser brasão, mas "achando" ser o brasão de Loriga, doa a quem doer e, não olhando a meios, tem insultado e caluniado quem diz o contrário. Puro fingimento e por isso não mexeu uma palha quando o seu amigo e mentor Zeca Maria arranjou os brasões de Vale da Cruz em 2002 e das Espigas e do Carreto em 2018 que iriam substituir o pseudobrasão que diz defender. A realidade é que está cagando para a imagem de Loriga e para ele o brasão da vila até pode ter um cagalhão no meio desde que tenha sido idealizado por um dos seus amigos. Os loriguenses que gostam verdadeiramente da sua terra valorizam a história, a identidade e a imagem de Loriga e querem que a sua terra tenha um brasão legal mas que também seja bonito e representativo. A propósito onde estavam e estão os defensores da ilegal ilustração, que nunca foi nem podia ser brasão, quando o Zeca Maria arranjou os brasões de Vale da Cruz em 2002 e das Espigas e do Carreto em 2018???! Prejudicaram a imagem de Loriga ao defenderem a ilegal aberração heráldica e dizem fazê-lo por gostarem a sua terra mas não se importam que esse pseudobrasão seja substituído por um brasão de Vale da Cruz ou por um brasão das Espigas e do Carreto???! Onde está o seu amor a Loriga???! A esmagadora maioria dos loriguenses odeia os dois brasões arranjados pelo Zeca Maria e se os seus capangas e lacaios têm dúvidas façam um referendo!!! Adelino Pina, Adelino Manuel Martins de Pina, mais conhecido por Fariseu Alemão, faz parte da escumalha invejosa loriguense, que tem prejudicado a imagem desta vila e de quem nela nasceu. Nunca fez nada de relevante por Loriga nem tem qualquer relevância e empresta o nome a um site que nem sequer criou apesar das facilidades de alojamento e construção, é que o Tosco Fariseu Alemão Adelino Pina ignorante tem escassos conhecimentos de informática, e essa ignorância contribuiu para ser desmascarado. Sem caráter, camaleão, catavento, invejoso e mentiroso, procura agradar sempre a Deus e ao Diabo, está literalmente cagando para a sua terra e o seu único objetivo sempre foi a promoção pessoal. Insulta e calunia os alvos da sua inveja, Loriguenses que têm mais caráter e capacidades do que ele e que ao contrário dele fizeram muito por Loriga. Adelino Pina, Adelino Manuel Martins de Pina, mais conhecido por Fariseu Alemão, faz parte da escumalha invejosa loriguense, que tem prejudicado a imagem de Loriga. Nunca fez nada de relevante por Loriga e, entre outras coisas que entram nos foros criminal e das patologias psiquiátricas, tem feito uma guerra suja para defender uma ilegal ilustração que nunca foi nem pode ser brasão, mas "achando" ser o brasão de Loriga, doa a quem doer e, não olhando a meios, tem insultado e caluniado quem diz o contrário. Puro fingimento e por isso não mexeu uma palha quando o seu amigo e mentor Zeca Maria arranjou os brasões de Vale da Cruz em 2002 e das Espigas e do Carreto em 2018 que iriam substituir o pseudobrasão que diz defender. A realidade é que está cagando para a imagem de Loriga e para ele o brasão da vila até pode ter um cagalhão no meio desde que tenha sido idealizado por um dos seus amigos. Os loriguenses que gostam verdadeiramente da sua terra valorizam a história, a identidade e a imagem de Loriga e querem que a sua terra tenha um brasão legal mas que também seja bonito e representativo. A propósito onde estavam e estão os defensores da ilegal ilustração, que nunca foi nem podia ser brasão, quando o Zeca Maria arranjou os brasões de Vale da Cruz em 2002 e das Espigas e do Carreto em 2018???! Prejudicaram a imagem de Loriga ao defenderem a ilegal aberração heráldica e dizem fazê-lo por gostarem a sua terra mas não se importam que esse pseudobrasão seja substituído por um brasão de Vale da Cruz ou por um brasão das Espigas e do Carreto???! Onde está o seu amor a Loriga???! A esmagadora maioria dos loriguenses odeia os dois brasões arranjados pelo Zeca Maria e se os seus capangas e lacaios têm dúvidas façam um referendo!!! Sempre que os energúmenos se sentem mais encorajados e legitimados pela habitual e óbvia tutela, torna-se mais urgente denunciar ainda com mais veemência, e se necessário com mais brutalidade, todas as situações e todos quantos têm contribuído para denegrirem Loriga e os loriguenses, inclusive ao contribuirem ativamente para a perpetuação de ilegalidades e de marginalidades que só têm prejudicado Loriga, a imagem desta bela e histórica vila serrana e de todos quantos aqui nasceram!! Estes montes de merda fingem gostar da sua terra ao mesmo tempo q ue prejudicam a imagem de Loriga e a imagem dos seus conterrâneos, porque na realidade estão cagando para esta vila e apenas procuram notoriedade e promoção pessoal, caso contrário agiriam de outra forma!!! É escumalha e é gentalha quem prejudica Loriga, quem prejudica a imagem desta vila, e quem prejudica a imagem de quem nela nasceu!!!

PDF Adelino Pina, Adelino Manuel Martins de Pina, mais conhecido por Fariseu Alemão, faz parte da escumalha invejosa loriguense, que tem prejudicado a imagem desta vila e de quem nela nasceu. Nunca fez nada de relevante por Loriga nem tem qualquer relevância e empresta o nome a um site que nem sequer criou apesar das facilidades de alojamento e construção, é que o Tosco Fariseu Alemão Adelino Pina ignorante tem escassos conhecimentos de informática, e essa ignorância contribuiu para ser desmascarado. Sem caráter, camaleão, catavento, invejoso e mentiroso, procura agradar sempre a Deus e ao Diabo, está literalmente cagando para a sua terra e o seu único objetivo sempre foi a promoção pessoal. Insulta e calunia os alvos da sua inveja, Loriguenses que têm mais caráter e capacidades do que ele e que ao contrário dele fizeram muito por Loriga. Nunca fez nada de relevante por Loriga e, entre outras coisas que entram nos foros criminal e das patologias psiquiátricas, tem feito uma guerra suja para defender uma ilegal ilustração que nunca foi nem pode ser brasão, mas "achando" ser o brasão de Loriga, doa a quem doer e, não olhando a meios, tem insultado e caluniado quem diz o contrário. Puro fingimento e por isso não mexeu uma palha quando o seu amigo e mentor Zeca Maria arranjou os brasões de Vale da Cruz em 2002 e das Espigas e do Carreto em 2018 que iriam substituir o pseudobrasão que diz defender. A realidade é que está cagando para a imagem de Loriga e para ele o brasão da vila até pode ter um cagalhão no meio desde que tenha sido idealizado por um dos seus amigos. Os loriguenses que gostam verdadeiramente da sua terra , não é o caso do Adelino Pina, valorizam a história, a identidade e a imagem de Loriga e querem que a sua terra tenha um brasão legal mas que também seja bonito e representativo, não interessando quem o desenhou. A propósito onde estava o Adelino Pina e os restantes e restritos defensores da ilegal ilustração, que nunca foi nem podia ser brasão, quando o Zeca Maria arranjou os brasões de Vale da Cruz em 2002 e das Espigas e do Carreto em 2018???! Prejudicaram a imagem de Loriga e dos loriguenses ao defenderem a ilegal aberração heráldica e dizem fazê-lo por gostarem a sua terra mas não se importam que esse pseudobrasão seja substituído por um brasão de Vale da Cruz ou por um brasão das Espigas e do Carreto???! Onde está o seu amor a Loriga???! A esmagadora maioria dos loriguenses odeia os dois brasões arranjados pelo Zeca Maria, e se os seus capangas e lacaios, incluindo o Adelino Pina, sabem isso!!!! A escumalha invejosa farisaica loriguense, capangas e lacaios do Zeca Maria, têm vergonha do nome da sua terra e acham que qualquer merda serve para brasão de Loriga. Aliás foi o Zeca Maria que criou este e outros vergonhosos casos que arrasaram e continuam a arrasar a imagem de Loriga, a imagem dos loriguenses e a imagem da autarquia desta vila. Para essa gentalha invejosa farisaica, que preferia que a vila se chamasse Cruz ou Vale da Cruz, com um brasão a condizer, até uma ilustração que nunca foi nem podia ser brasão, tinha que ser o brasão de Loriga, doesse a quem doesse, continuam a pensar o mesmo, insultavam e caluniavam quem dissesse o contrário e continuam a fazê-lo. Como acham que qualquer merda serve para brasão de Loriga, o brasão até pode ter um cagalhão fumegante no meio que não há problema, desde que tenha sido idealizado pelo Zeca Maria, ou por um dos seus amigos e lacaios, e se for o caso até a ilegal aberração heráldica que tanto defendem pode ser substituída que não há problema. .. Adelino Manuel Martins de Pina , é ignorante, é incompetente, é invejoso, é inculto, não tem caráter e não tem qualquer relevância (embora ele estupidamente pense o contrário), faz parte da escumalha de Loriga, a qual tem contribuído ativamente para a manutenção de diversas vergonhosas situações que têm prejudicado gravemente a imagem e os interesses de Loriga, e a imagem de todos quantos nasceram aqui. Nunca fez nada de relevante pela sua terra tratando-se de escumalha para a qual Loriga é apenas um pretexto para a promoção pessoal, e até o roubo dos créditos alheios serve para esse objetivo! E porque se trata de escumalha sem caráter, a defesa dos interesses e da imagem de Loriga estão muito abaixo dos interesses pessoais e do seu estúpido ego, sempre preocupado em agradar a Deus e ao diabo, atuando sempre como camaleão e catavento. A verdade é que está literalmente cagando para a sua terra e que por isso contribui para a perpetuação de alguns dos graves problemas de Loriga, e insulta as vitimas da sua inveja e do seu roubo, loriguenses que têm mais caráter, mais cultura e mais competência, e que sempre lutaram desinteressadamente para resolver esses mesmos problemas! Defende a ilegal aberração heráldica que não é, nunca foi nem jamais poderá ser o brasão de Loriga, e roi-se de inveja por o Senhor António Conde ter desenhado vários brasões e porque os mesmos têm a aprovação das entidades legais competentes, são considerados a heráldica ideal para esta vila, e por um deles estar em uso!! Além disso o historiador António Conde esteve envolvido desde o início no processo da regularização da heráldica de Loriga, facto que contribuiu fortemente para o transformar num alvo desta escumalha invejosa. E como esta escumalha invejosa não tem capacidade para fazer fica furiosa quando os outros fazem, e também não gostou do facto de o Senhor António Conde ter contribuído para o chumbo do "brasão" anedótico de Vale da Cruz proposto pelo Zeca Maria! E o que o Adelino Pina escumalha fez quando o Zeca Maria quis substituir a ilegal aberração heráldica que diz defender, que quer inutilmente manter e impor, e que coloca nos cartazes e documentos que falsifica??! Obviamente e sem surpresa a resposta é NADA porque, para esta invejosa e incompetente escumalha inútil, a inveja e o mau caráter imperam!!! É fácil de imaginar as críticas, os insultos e as calúnias que a escumalha faria contra o Senhor António Conde, e que apareceriam por aí, se tivesse sido ele a desenhar e a propor o chumbado brasão anedótico de Vale da Cruz!!! No entanto este Adelino Pina escumalha asquerosa tem esperteza saloia suficiente para tentar roubar os créditos de António Conde, no dificil, longo e dispendioso trabalho de pesquisa histórica que este Loriguense fez e que tem sido divulgado por muitos na internet, incluindo os artigos sobre Loriga, em português e em inglês, que ele criou na Wikipédia!! A este propósito esta besta Adelino Pina já foi desafiada a provar a origem dos dados históricos que existem nos artigos sobre Loriga criados na Wikipédia pelo senhor António Conde e em muitos outros dados roubados que o pina fariseu alemão publicou no site que erradamente lhe foi atribuído, mas obviamente esta besta pina nunca fez essa prova nem jamais poderá fazê-la porque não foi ela que os pesquisou nem tem capacidade para fazê-lo mesmo que vivesse em Portugal!! A faceta de historiador do Senhor Conde e a sua também vastamente documentada e intensa luta pela divulgação e progresso de Loriga são aliás os principais motivos da imensa inveja que corrói esta incompetente escumalha!! Mas a atuação desta escumalha, Adelino Manuel Martins de Pina entra na área do foro criminal e até na área das patologias psiquiátricas! Na área das patologias psiquiátricas o caso mais hilariante, e para quem quiser levar o crime de usurpação de identidade para o lado do humor, foi a introdução continua de mensagens de auto elogio com nomes inventados no livro de visitas do site que erradamente lhe foi atribuído e, estupidez máxima, colocou mensagens nesse sentido com o nome de António Conde, como se este grande Loriguense fosse capaz de apreciar um monte de merda!! Entretanto, após a polémica, a ave ocultou esse livro de visitas onde também foram colocadas mensagens insultuosas mas os registos foram feitos e guardados, como aliás foi feito com outras coisas que entretanto apagou. E ácerca da área do foro criminal vêm a propósito os insultos que tem colocado por aí na internet usando pseudónimos, não é por acaso que colocou textos insultosos contra o senhor António Conde na véspera do dia da realização das eleições autárquicas de 1-10-2017 para ajudar o seu dono e mentor Zeca Maria, no site que falsamente diz ter criado, e continuou com essa habitual prática. Era fundamental ajudar a habitual e óbvia tutela, que finge não ter, e mostrar serviço num momento chave, esta escumalha sem caráter, hipócrita, mentirosa, farisaica e fingida só consegue enganar os burros!!!

( Clique aqui para saber mais: https://tiagodacruz.blogs.sapo.pt/2343.html

https://www.facebook.com/CRUZ.SERRA.DA.ESTRELA/

PDF A escumalha invejosa farisaica loriguense, capangas e lacaios do Zeca Maria, têm vergonha do nome da sua terra e acham que qualquer merda serve para brasão de Loriga. Aliás foi o Zeca Maria que criou este e outros vergonhosos casos que arrasaram e continuam a arrasar a imagem de Loriga, a imagem dos loriguenses e a imagem da autarquia desta vila. Para essa gentalha invejosa farisaica, que preferia que a vila se chamasse Cruz ou Vale da Cruz, com um brasão a condizer, até uma ilustração que nunca foi nem podia ser brasão, tinha que ser o brasão de Loriga, doesse a quem doesse, continuam a pensar o mesmo, insultavam e caluniavam quem dissesse o contrário e continuam a fazê-lo. Como acham que qualquer merda serve para brasão de Loriga, o brasão até pode ter um cagalhão fumegante no meio que não há problema, desde que tenha sido idealizado pelo Zeca Maria, ou por um dos seus amigos e lacaios, e se for o caso até a ilegal aberração heráldica que tanto defendem pode ser substituída que não há problema. .. E a propósito da famigerada e vergonhosa, para Loriga e para os loriguenses, questão da heráldica, que motiva de forma negativa esta escumalha farisaica, incluíndo o Adelino Pina, ficam aqui algumas informações. Esta vergonhosa questão contaminou de tal forma a imagem da Wikipédia que esta decidiu finalmente agir em 2017 através de um editor mais responsável, e a ilegal aberração heráldica foi removida do artigo sobre Loriga criado por António Conde. Trata-se realmente de uma ilegal aberração heráldica porque, segundo as regras históricas da heráldica portuguesa que têm força de lei, aquela ilustração nada vale como brasão. Os "editores" responsáveis por esta vergonha foram ameaçados de bloqueio caso voltassem a colocar o pseudobrasão no artigo. Depois de muitos insultos, calúnias e até ameaças, inclusive colocados em comentários na própria Wikipédia, a ilegal aberração heráldica foi portanto retirada do artigo, faltando limpar a restante porcaria introduzida no artigo e recolocar nas fontes os links que apontavam para o seu autor. Insultos e calúnias em pseudoanonimato que apareceram noutros sites, como foi o caso do "Terras de Portugal - Memória Portuguesa" onde foi publicado um decalque do artigo sobre Loriga criado por António Conde na Wikipédia, que foi depois também reproduzido no site da Junta de Freguesia de Loriga, onde sem surpresa não foi mencionado o seu autor. Esta escumalha que tem prejudicado Loriga, a imagem desta vila e a imagem dos loriguenses, pensava que os insultos, a difamação e os outros tipos de ataque iriam fazer calar o senhor António Conde mas enganaram-se redondamente porque este grande Loriguense defende sempre a sua querida terra natal, nunca se cala quando tem razão, e ele não está sozinho!! Aliás, a diferença entre os grandes Loriguenses e a escumalha que luta inutilmente para manter insustentáveis e ou ilegais situações que só prejudicam Loriga, a imagem desta vila e a imagem dos loriguenses, é que os grandes Loriguenses defendem sempre a sua terra, inclusive e se necessário contra esta escumalha que a prejudica. Quem sempre disse que o "brasão" usado formalmente pela autarquia é ilegal e arranjou alternativas era e é inimigo da vila, tanto naturais de Loriga como a Comissão de Heráldica da AAP, e os capangas e lacaios do Zeca Maria trataram de insultar e caluniar, inclusive em comentários deixados na internet, e continuam a fazê-lo. Quando já não podiam esconder a verdade arranjaram o brasão anedótico de Vale da Cruz que nada tem a ver com Loriga e que por isso foi chumbado por quem defende a imagem desta vila (os tais inimigos)! Finalmente, depois da merda feita em 2002 e em 2018 e de terem levado nas longas orelhas, passaram a dizer que a heráldica não faz falta nenhuma nem cria empregos na vila, qualquer merda serve para brasão de Loriga e a autarquia local até pode cagar para as leis e para a imagem de Loriga!! Os capangas e lacaios do Zeca Maria sempre usaram o insulto, a calúnia, a desinformação e outros meios nada recomendáveis. Para eles quem não apoia o seu dono e mentor Zeca Maria é inimigo de Loriga, é odiado pelos loriguenses e não é bem-vindo em Loriga, só faltando colocarem barreiras para controlarem quem entra. Para o Zeca Maria e os seus capangas e lacaios Loriga é ele, a Junta de Freguesia é ele, a Assembleia de Freguesia é ele, vale tudo e as manobras de intimidação e de condicionamento são comuns. Tal como em 2002, em 2018 o seu dono e mentor Zeca Maria fez merda outra vez e como em ambos os casos a esmagadora maioria dos loriguenses não gostou do resultado, como aconteceu em 2002 os capangas e lacaios do Zeca Maria devalorizam novamente a merda que o seu dono e mentor fez em 2018, e já andam outra vez a dizer que o brasão não tem importância nenhuma para Loriga. Nada de novo porque eles sempre cagaram para o assunto e por isso acham que qualquer merda serve para Loriga e os loriguenses têm que aceitar ainda que não gostem. Os capangas e lacaios do Zeca Maria sempre usaram o insulto, a calúnia, a desinformação e outros meios nada recomendáveis. Tal como aconteceu em 2002 os capangas e lacaios do Zeca Maria devalorizam a merda que o seu dono e mentor fez em 2018, e já andam outra vez a dizer que o brasão não tem importância nenhuma para Loriga. Como são mestres da desinformação e da mentira tentaram responsabilizar a Comissão de Heráldica pela merda feita pelo Zeca Maria e dizem que o brasão está escolhido, não há nada a fazer e os loriguenses têm que se habituar a gostar do brasão das Espigas e do Carreto tal como tinham que se habituar ao brasão de Vale da Cruz. É mentira, o Brasão das Espigas e do Carreto é lixo tal como o Brasão de Vale da Cruz, porque os loriguenses não se identificam com o brasão e principalmente porque não honra esta vila nem a autarquia!!!!! Desprezam, maltratam, menorizam, subestimam e ignoram a rica história e a rica identidade histórica e cultural de Loriga, cujo nome os envergonha, e o resultado é: Brasão de Vale da Cruz de 2002 e Brasão das Espigas e do Carreto de 2018, indignos de Loriga e odiados pela esmagadora maioria dos loriguenses!! Desiludam-se os que colocam as motivações mesquinhas pessoais acima da imagem e dos interesses de Loriga e já pensam em facto consumado: O Brasão das Espigas e do Carreto é lixo tal como o Brasão de Vale da Cruz!! Gente que faz parte dos capangas e lacaios do Zeca Maria confirmaram que estão cagando para Loriga ao deixarem mensagens no Facebook referindo-se ao grande Loriguense António Conde, dizendo que ele devia calar-se porque perdeu. 1º - António Conde não perdeu, pelo contrário ganhou porque foi decisivo para impedir que o brasão de Vale da Cruz e das Espigas e do Carreto se tornassem o brasão de Loriga, impedindo que o Zeca Maria arrasasse ainda mais a imagem desta vila. 2º - António Conde ganhou porque desmascarou estes pseudoloriguenses que intoxicaram a opinião pública contra ele e afirmaram sempre que a ilegal aberração heráldica usada formalmente pela Junta de Freguesia é o brasão legal e oficial de Loriga. 3º - António Conde ganhou porque ficou demonstrado que sempre teve e continua a ter razão e que coloca Loriga acima de tudo, ao contrário do que acontece com o Zeca Maria e os seus capangas e lacaios. 4º - António Conde ganhou porque ficou demonstrado que o Zeca Maria fez merda em 2018 tal como fez em 2002, e a esmagadora maioria dos loriguenses concorda com ele. Os loriguenses não gostam do brasão das Espigas e do Carreto que o Zeca Maria arranjou em 2018, tal como não gostaram do brasão de Vale da Cruz que ele arranjou em 2002! Comprovando o seu grande carácter e que não está obsecado com os brasões que desenhou e que têm a aprovação das autoridades competentes, António Conde propôs acrescentar uma estrela de ouro ao brasão de 2018 e esta simples alteração tornaria o brasão de 2018 minimamente aceitável, mais bonito e mais representativo, e a esmagadora maioria dos loriguenses concorda com ele. A alteração foi rejeitada porque foi o António Conde que a propôs, ficando mais uma vez provado, tal como ficou provado em 2002, que o Zeca Maria despreza completamente a imagem desta vila e que, as suas motivações mesquinhas pessoais são mais importantes que os interesses de Loriga! O Zeca Maria, criador desta vergonhosa questão da heráldica, que tem prejudicado Loriga, foi desafiado a fazer um referendo para que todos os loriguenses se pronunciem sobre o assunto!! O Centro Paroquial de Loriga há muitos anos que presta relevantes serviços á comunidade loriguense e á paróquia. A bela e histórica vila de Loriga Portugal está próxima do ponto mais alto no coração da serra na qual e da qual é uma estrela, e também por esses motivos o seu brasão tem uma estrela de ouro. Loriga é uma vila industrial desde o século XIX e por isso o seu brasão tem duas rodas hidráulicas, porque eram estas rodas que moviam as primeiras fábricas. O plurimilenar nome desta vila significa couraça e deriva do latim Lorica, que tem exatamente o mesmo significado. Ao contrário do que alguns fariseus incluindo o Adelino Pina querem fazer crer, os loriguenses católicos de fé não têm vergonha por Loriga ser nome de couraça, pelo contrário têm orgulho do nome da sua terra e por isso querem ver a Loriga como a peça principal do brasão da vila.